Rondônia, quarta-feira, 23 de janeiro de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Quarta, 04 de Maio de 2016 - 19h22

Enfermeiros protestam por não cumprimento de acordo

Da Redacao


Pelo menos 146 servidores do setor de enfermagem que estavam no plantão do Hospital de Base Ary Pinheiro na manhã desta quarta-feira (4) paralisaram as atividades por duas horas. O protesto é para pressionar o governo do estado a cumprir o acordo de reajuste nas gratificações prometidas em março deste ano, segundo o Sindicato dos Profissionais da Enfermagem de Rondônia (Sinderon).

A categoria está há mais de 10 anos sem reajuste nos vencimentos e nas gratificações sobre atividades específicas. O presidente do Sinderon, Flávio Tavares Leite, explica que no dia 17 de março, os servidores aceitaram uma proposta de reajuste do governo, sendo que seria 30% sobre os vencimentos e 154% sobre a Gratificação de Atividade Específica (GAE). “Acontece que eles não fizeram o levantamento de impacto em folha para então encaminharem a proposta para votação na Assembleia Legislativa. Sendo assim, o acordo foi quebrado já que deveria ser incorporado ainda naquele mês, tão logo fosse aprovado”, explica Flávio.

O aumento na GAE elevaria significativamente o salário mensal dos profissionais. Para os servidores de nível fundamental, a gratificação sairia de R$ 179 para R$ 454; nível médio os valores saltariam de R$ 239 para R$ 607; para o nível superior elevaria de R$ 571 para R$ 1.450.

Ainda de acordo com o Sinderon, como não houve uma resposta sobre o não cumprimento do acordo com os servidores, no dia 26 de abril foi enviado um ofício para a Sesau informando sobre a mobilização dos servidores, que querem uma resposta sobre o impacto de folha e que a proposta seja levada à Assembleia Legislativa para votação. “Ainda estamos aguardamos o posicionamento do governo do estado”.

Para os próximos dias, a categoria promete mais manifestações. Na quinta-feira (5), a paralisação deve acontecer das 8h às 10h, no Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron). “Já na sexta-feira, vamos pegar o horário de pico do Hospital João Paulo II, e vamos paralisar por três horas, das 18h às 21h”, alerta Flávio Tavares Leite.

A assessoria de imprensa da Sesau não foi localizada para se manifestar sobre o assunto.


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/policia/enfermeiros-protestam-por-nao-cumprimento-de-acordo)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions