Rondoniagora.com

Rondônia, 02 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Polícia

Moradores do Bairro Planalto dizem que Prefeitura piorou situação de ruas

Segunda-feira, 11 Abril de 2016 - 13:10 | Da Redacao


O verão já começa a dar sinais em Porto Velho, mas mesmo assim, os moradores do Bairro Planalto, na Zona Leste da capital, ainda sofrem com as ruas alagadas. Mesmo sem chover há cerca de três dias, as ruas Santa Maria e Rio Negro têm causado muitos transtornos para quem precisa de mobilidade.

É o caso da dona de casa Marlene Mesquita de Andrade. Ela conta que sempre houve buracos e a rua sempre alagou, mas a situação piorou após uma máquina da prefeitura passar raspando a via. “A gente acreditava que seria colocado cascalho aqui, mas ela passou, aumentou os buracos e não voltou mais. Agora está essa situação. No dia em que chove, nem consigo sair de casa sem passar por dentro d’água. Até já caí ai dentro dessa sujeira toda”, lamenta a morada, que explica que os vizinhos se reuniram e interditaram a via para a passagem de veículos. “Quando passava carro, só piorava e a água vinha dentro do meu quintal”, diz a moradora.

O comerciante José Almeida trabalha há um ano no local. Além de confirmar a situação, ele afirma ser um descaso a atitude da Secretaria Municipal de Obras (Semob) de deixar os moradores do Bairro Planalto abandonados. “Nós estamos aqui esquecidos. Quando chove a água invade tudo, quase entra aqui no comércio”, diz.

A estudante Sabrina Cristina Rodrigues diz que até para sair de casa fica complicado. “A gente precisa se segurar no muro para não cair e muitas vezes não tem jeito, ficamos todos sujos.

Situação semelhante vive o comerciante Alfredo de Assis. A rua que, segundo ele, tinha apenas dois buracos ficou pior após a passagem dessa máquina. “Ficou intransitável aqui. O buraco que ficou em frente à minha casa, eu mesmo comprei cascalho e fechei. Para mim foi caro, custou uns R$ 350, mas a prefeitura não”.

O Rondoniagora entrou em contato com a assessoria da prefeitura, mas até a publicação esta reportagem não houve resposta.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News