Rondônia, sábado, 19 de outubro de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Quarta, 30 de Março de 2016 - 21h38

Nazif diz que vai contratar mais 69 médicos para Porto Velho

Joel Elias


Mais 69 profissionais médicos serão contratados, segundo a pela Prefeitura de Porto Velho, para reforçar o atendimento à população nas UPAS Sul e Leste e nas unidades de pronto atendimento Ana Adelaide e José Adelino. Mais dez foram empossados nesta quarta-feira, 30, em solenidade realizada na Secretaria Municipal de Administração (Semad). 
 

São 44 médicos que trabalharão no regime de 20 horas, 11 médicos de 40 horas, três cardiologistas, dois obstetras, oito odontólogos e um médico do trabalho. Também estão sendo convocados mais 37 técnicos de enfermagem, 18 enfermeiros e 14 farmacêuticos. A maioria dos concursados que estão sendo convocados pela Semad é remanescente do concurso público realizado pela prefeitura em 2011. “Muitos deles não tinham mais esperança de ser chamado, mas o prefeito Mauro Nazif tomou a decisão de convocar esses novos servidores para suprir a deficiência do município nessa área”, explicou o secretário Domingos Sávio, da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).
 

No entanto, o secretário adiantou que as contratações que estão sendo feitas não representam aumento de gastos para os cofres do município. Com a posse dos novos servidores a Semusa diminuirá o número de plantões extras ainda existentes no município. Os recursos utilizados para o pagamento dos plantões serão usados para pagar o salário dos novos servidores.
 

Os gastos com os plantões giravam em torno de R$ 2,5 milhões por mês, valor que em seis meses foi reduzido para R$ 1 milhão e a meta agora é reduzir mais ainda esse gasto. “Queremos chegar, nos próximos noventa dias, a duzentos e cinquenta mil reais os gastos com os plantões extras”, explicou.
 

UPAs
 

Ao dar as boas vindas aos novos servidores municipais, o secretário Mário Medeiros, da Semad, lembrou das dificuldades que o município enfrenta por causa da recessão provocada pela crise econômica que passa o país. “Mesmo com todo esse problema Porto Velho está na contramão do que ocorre no país. Enquanto outros municípios não conseguem fechar as contas e estão com os salários atrasados aqui ocorre o contrário”, frisou.
    

O secretário Domingos Sávio lembrou que enquanto no Rio de Janeiro unidades de saúde estão sendo fechadas por causa da crise, em Porto Velho a prefeitura nos últimos dias tem inaugurado em média uma unidade de saúde por semana para ampliar o atendimento à população e que ele reconhece ainda ser deficitária.
 

Domingos Sávio voltou a afirmar que as duas Upas só continuam funcionando porque a prefeitura passou a entrar com uma contrapartida para suprir o corte de recursos feito pelo governo federal.
 

Para manter uma UPA funcionando é necessário R$ 1,2 milhão, mas com os cortes, a União só está repassando R$ 400 mil mensais. Os R$ 800 mil restantes estão sendo bancados pelo município. “Eu cheguei a propor ao prefeito o fechamento das upas, mas ele foi contra e determinou que a prefeitura arcasse com a outra parte para que a população não ficasse sem esse atendimento”, revelou.
 


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/policia/nazif-diz-que-vai-contratar-mais-69-medicos-para-porto-velho)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions