Rondônia, quarta-feira, 20 de março de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Sexta, 22 de Maio de 2009 - 11h20

PF EM RONDÔNIA CONFIRMA 11 PRISÕES NA OPERAÇÃO "DA SHAN"

PF-RO


A Polícia Federal realiza hoje (22) a Operação "Da Shan" com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em introduzir ilegalmente cidadãos chineses no território brasileiro. Atendendo solicitação da PF, e com a anuência do Ministério Público Federal em Rondônia, a Justiça Federal expediu 14 mandados de prisão preventiva e 24 mandados de busca apreensão a serem cumpridos em Porto Velho/RO, Guajará-Mirim/RO, São Paulo e Recife. Até o momento, 11 prisões foram realizadas em Rondônia. O líder do grupo, o chinês Zhu Ming Wen, conhecido como Tony, em São Paulo.

As investigações começaram em 2008 com prisões em flagrante realizadas em Porto Velho, Ji-Paraná e Vilhena no sul do estado. Em uma das ações, chineses foram presos tentando embarcar com o carimbo de visto de entrada falsificados. Estas prisões revelaram um grande número de chineses que entravam e permaneciam ilegalmente no Brasil por Rondônia. Com o apoio do Ministério Público Federal e com ações autorizadas pela Justiça Federal, foi identificada uma organização criminosa internacional voltada para o tráfico internacional de pessoas. Este grupo é composto por aliciadores, denominados coiotes, que atraem estas pessoas com promessas de trabalho. Eles eram liderados por uma cidadã paraguaia atuante em seu país e na Bolívia, que foi presa em flagrante este ano ao transpor a fronteira em Foz do Iguaçu com vários chineses.

Os chineses, em sua maioria, vêm da província denominada Fujian, famosa por abrigar algumas das maiores fábricas de produtos pirateados do mundo. A rota usada costumava passar pela Holanda, Peru, Equador, Bolívia e Brasil. O líder do grupo, preso em São Paulo hoje, é Zhu Ming Wen conhecido como Tony. Além de controlar a chegada dos chineses, ele também é acusado de enviar de mercadoria contrabandeada de São Paulo para Recife/PE.

Os integrantes da organização criminosa deverão responder pelos crimes de formação de quadrilha e por manter trabalhador em condições semelhantes à de escravo com penas que podem chegar a 11 anos de prisão.

O nome da operação significa grande montanha e denomina a região sul de Fujian.


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/policia/pf-em-rondonia-confirma-11-prisoes-na-operacao-34-da-shan-34)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions