Rondônia, sexta-feira, 22 de outubro de 2021
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Segunda, 07 de Setembro de 2009 - 11h09

Policial é morto em Ji Paraná, mas Polícia prende acusados

Central Rondônia


O policial militar, Emerson Alves, de 34 anos, casado e pai de um filho foi baleado, com um tiro na cabeça na manhã deste sábado, dentro de um Shopping Center de Ji-Paraná. O tiro atingiu o ouvido esquerdo tendo o projétil saído do outro lado da cabeça. Um homem supostamente acusado de participação já foi preso. Segundo o delegado, Alexandre Árabe à principio o crime está sendo investigado como tentativa de roubo.

Emerson Alves estaria próximo de uma joalheria, localizado dentro do shopping quando um homem se aproximou. O desconhecido teria anunciado o roubo, e como o PM está perto teria tentado evitar o crime. Teria sido neste momento que o assaltando sacou de sua arma, possivelmente, um revolver de calibre 38 e atirado contra a cabeça do policial, sem chance de defesa. O atirador saiu e teria empreendido fuga recebendo apoio de um homem que o já esperava em uma motocicleta.
Enquanto o corpo de Emerson Alves era levado para o sepultamento, as policiais Civil e Militar apresentava à imprensa, vários acusados de participação direta ou indiretamente no crime. Já o executor, Ronaldo Figueiredo Nascimento, foi morto na troca de tiros com a polícia na manhã deste domingo, em Ariquemes.
O crime
Emerson Alves estava na manhã de sábado, no interior de uma joalheria quando um homem armado anunciou o assalto. Na tentativa de evitar o roubo o policial acabou sendo baleado com um tiro cabeça tendo o projétil atingido o ouvido, saindo do outro lado.

Ainda com vida o PM foi levado ao pronto socorro do Hospital Municipal (HM), mais teve que ser transferido para uma unidade de saúde particular onde acabou falecendo no início da tarde. O velório aconteceu no saguão da Câmara de Vereadores, sendo o sepultamento na tarde deste domingo, acompanhado por centenas de pessoas, entre parentes, amigos e companheiros de farda.

Prisões

Acionada, logo a polícia iniciou as investigações chegando primeiro a pessoa de Rogério Oliveira, proprietário da moto, Twister, cor preta usada supostamente no crime. Rogério seria a pessoa que teria dado guarida ao bando que pretendia praticar o roubo contra a joalheria.

Após a prisão de Rogério Oliveira, outras prisões foram efetuadas contra as pessoas de: Mouzair Silva Pereira, 25 anos, residente no bairro, São Francisco; Paulo Roberto, 19 anos, residente em Ariquemes; Adelson da Costa Pereira, 27 anos, Ariquemes; Reginaldo Rodrigues do Prado, 30 anos, Ariquemes; Marcos Antonio, 33 anos, Ariquemes e Francinei Teixeira, 26 anos, este já condenado por crime de tráfico de drogas.

Casal procurado

Além dos nomes já citados, a polícia também tenta localizar e prender o casal, Gerson Martins e Rosilda Batista da Silva que estariam escondidos na região de Cacoal. Eles também teriam importante participação na morte do policial.

Coletiva

Neste domingo o delegado, Alexandre Árabe que preside o inquérito informou que todas as informações oficiais o mesmo estará passando para a comunidade, através de uma coletiva à imprensa. "Estamos exaustos. Estamos sem dormir há mais de 28 horas, mais conseguimos êxito em prender essas pessoas antes que ficasse mais difícil. Vamos apontar a participação de cada um deles", afirmou Árabe. A coletiva está marcada para as 9horas desta terça-feira.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions