Rondônia, sexta-feira, 22 de março de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Quarta, 12 de Novembro de 2008 - 18h20

PRESOS EM BURITIS FORMAM PERIGOSA QUADRILHA E NÃO SÃO CAMPONESES, DIZ DELEGADO

RONDONIAGORA.COM


O delegado de polícia do município de Buritis, Iramar Gonçalves, negou as acusações de abuso policial relatadas pela Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia (LCP), nesta quarta-feira. Segundo ele, os suspeitos presos durante uma operação realizada no Distrito de Jacinópolis, no trecho que compreende a Linha 5 e a BR 421, na área de Capivari, estão muito longe de serem considerados camponeses. “Trata-se de um grupo de extermínio cruel e violento. Esses homens fazem parte de uma quadrilha especializada em roubar, assaltar e matar qualquer um que não obedeça a uma lei imposta por eles naquela região, a lei do silêncio”, explica.

De acordo com Iramar Gonçalves, a operação foi realizada a partir de determinação do juiz da Comarca de Ariquemes, Edilson Neuhaus, feita no último dia 7. O juiz decretou a prisão preventiva de 7 homens acusados de diversos crimes cometidos na região de Jacinópolis, além de busca e apreensão nas residências de cada um.

Entre os acusados, três são da mesma família. São eles, Adelson Siqueira, conhecido por “Dé”, o irmão, Edmilson Siqueira, conhecido por “Saracura”, o pai, Floriano Siqueira, além de Marcos de Oliveira Martins, o “Marquinhos, Rickson da Silva, também conhecido como “Carreirinha”, Josias Alves e Almir Sousa Silva. “Assim que recebemos as informações da Unidade Integrada de Segurança Pública, Unisp, em Ariquemes iniciamos uma série de investigações. No dia 10 desencadeamos a operação com o apoio da Polícia Civil e Militar”, informou o delegado.

Segundo o delegado, foi durante uma ação de busca e apreensão na casa de Marcos de Oliveira, que a mulher citada pela LCP foi atingida acidentalmente. “Esse rapaz, ao perceber a chegada da polícia tentou fugir para dentro de sua casa. Tiros foram disparados para conter a fuga de Marcos e um deles acabou acertando a perna de sua companheira quando esta tentou ajudá-lo a fugir. Não existiu truculência alguma por parte da polícia, apenas agimos de acordo com as informações de que se tratava de um grupo fortemente armado”, explicou.

Durante a operação foram presos, Marcos de Oliveira Martins, Josias Alves, Floriano Siqueira e Almir Sousa Silva, este último, proprietário de um pequeno comércio em Jacinóplis é acusado de ser o olheiro da quadrilha. “Era ele o responsável em passar aos demais integrantes, todos os passos da polícia dentro do distrito”. O restante da quadrilha esta foragida.

Ainda segundo o delegado Iramar Gonçalves, os integrantes Adelson, Edmilson e Marcos são suspeitos incondicionais pelos assassinatos de Paulo Roberto Garcia, Francisco Pereira do Nascimento, Sérgio Siqueira, João Ferreira de Matos, Severino Barbosa da Silva, Júnior Cesário de Oliveira e de sua esposa, que teria presenciado a morte do marido e reconhecido Adelson, Maria do Carmo da Silva.

Para o delegado, a prisão de parte da quadrilha que se encontra na delegacia de Buritis pode comprometer a segurança da cidade. “Já fomos informados de que um grupo está sendo formado para o resgate. Pela quantidade de armas e munições apreendidas durante a ação, imaginamos que o risco de um combate entre quadrilheiros e polícia, não está descartado”, declarou.

O delegado, que tem sua delegacia responsável pelos inquéritos de Jacinópolis por determinação do Tribunal de Justiça, pede ao Governo do Estado, uma posição sobre a segurança pública de uma das regiões mais violentas de Rondônia. “Há mais de dois anos estamos reivindicando a instalação de um quartel da Polícia Militar naquela região. Aquilo virou uma terra sem lei, onde matadores mandam na cidade e a lei do silêncio impera entre os que temem pela própria vida. De dois anos pra cá, registramos mais de 40 assassinatos, a própria população pede por socorro”, concluiu.

(Disponível em https://www.rondoniagora.com/policia/presos-em-buritis-formam-perigosa-quadrilha-e-nao-sao-camponeses-diz-delegado)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions