Rondônia, sábado, 18 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Terça, 18 de Outubro de 2011 - 08h27

Acusado de desviar quase R$ 1 milhão da ALE, Gazoni agora quer ser lobista no Governo Confúcio

RONDONIAGORA


O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Porto Velho, ex-deputado Edson Gazoni, será denunciado ao Ministério Público de Rondônia por estar tentando “apadrinhar” empresas em certames licitatórios na Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Agindo como lobista no Governo, Gazoni diz estar agindo com apoio do vice-governador Airton Gurgacz e do senador Acir Gurgacz porque ambos pertencem ao PDT, legenda que o ex-deputado-lobista é dirigente na Capital rondoniense. Tanto Acir como Airton já trataram de desautorizar Gazoni de falar em seus respectivos nomes em qualquer que seja repartição ou órgão público. O ex-deputado estaria trabalhando para um “laranja” de uma importante autoridade.

Mas não é a primeira vez que o ex-deputado tenta se locupletar com recursos públicos. O Laudo Pericial nº 377/2005-SR da Polícia Federal constatou que Edison Gazoni é suspeito de desviar pelo menos R$ 760 mil em folha paralela quando exercia o mandato na Assembléia Legislativa no período de junho de 2004 a junho de 2005. Esse dinheiro, segundo os peritos, foram depositados em contas de assessores, parentes e sacados em dinheiro vivo e levados à residência do ex-deputado. No dia da Operação Dominó, em 4 de agosto de 2006, foram apreendidos R$ 200 mil na casa de Gazoni, dinheiro retido pela Justiça até hoje.

A PF descobriu que no dia 25 de novembro de 2004 foi depositado o montante de R$ 28.946,63 na conta corrente da ex-assessora de Gazoni, Ivanilde da Silva Laureano, correspondente aos pagamentos dos “funcionários” e a mesma quantia imediatamente sacada na boca do caixa. O esquema de Gazoni era tão grande que num só dia foram depositados 48 cheques destinados ao pagamento de salários de servidores diferentes na conta 260.174-9, Ag 146, do Unibanco, totalizando R$ 186.445,18 em nome de Angela Maria Ferreira Xavier Souza, assessora e amiga íntima do deputado. Outros 27 cheques foram depositados na conta 260.415-6, Ag – 146, do mesmo banco, em nome de Maria Ferreira Xavier de Souza, outra assessora e irmã de Angela.

Em seu depoimento, José Ailton Magalhães, ex-assessor de Gazoni, disse que em certa ocasião entregou R$ 60 mil a “senhora Angela”, que repassaria o dinheiro ao deputado. “

QUE o valor total desses cheques era de aproximadamente R$ 60.000,00 por mês, QUE tais cheques eram nominais e inicialmente endossados pelos funcionários de cada Gabinete, QUE teve a oportunidade de assinar o nome das pessoas que estavam nos cheques, que no final tais cheques já vinham assinados, QUE o nome do
gerente do UNIBANCO é FRANCIS, QUE os endossos de tais cheques não eram checados por todos os gerentes, QUE referidos valores, em moeda corrente, eram repassados ao Deputado EDSON GAZZONI, através de Dona Ângela, Chefe de Gabinete do mesmo”.

Todos os inquéritos foram concluídos e remetidos a Justiça de Rondônia.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions