Rondoniagora.com

Rondônia, 26 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Política

ALE ACIONA MECANISMO PARA EXIGIR EXPLICAÇÕES DO TJ PARA CONSTRUÇÃO DE PRÉDIO E RESTITUIÇÃO DE PLANOS

Quinta-feira, 27 Novembro de 2008 - 17:22 | RONDONIAGORA.COM


O Poder Legislativo de Rondônia acionou um velho mecanismo para investigar o Executivo, Judiciário e o Ministério Público. Depois de praticamente dois anos parada, a Comissão de Fiscalização e Controle, criada na gestão do ex-deputado Natanael Silva (sem partido), começou a operar novamente sob o manto de “fortes indícios” de irregularidades na construção do prédio do Tribunal de Justiça, da edificação do Ministério Público e nos vencimentos extras ganhos pelos desembargadores e juízes a título de restituição dos planos econômicos fracassados do passado. O presidente da Comissão de Fiscalização é o deputado estadual Jidalias Tiziu (PMDB-Ariquemes), político muito próximo ao governador Ivo Cassol (sem partido). Os demais membros são Izequiel Neiva (PSB-Cerejeiras), Valter Araújo (PTB-Porto Velho), Miguel Sena (PV-Guajará), Daniela Amorim (PTB-Ariquemes) e Neri Firigolo (PT-Cacoal). Ressentido, o deputado Euclides Maciel (PSDB-Ji-Paraná) foi excluído do grupo. Ele fazia parte dos membros nomeados ainda no início desta Legislatura. Na época do ex-deputado Natanael Silva, essa comissão investigou principalmente a aplicação dos recursos públicos na Educação, pasta comandada pela ex-secretária Sandra Marques, condenada pelo Tribunal de Contas de Rondônia. Na gestão do ex-presidente Carlão de Oliveira (PSL), o instrumento também foi usado para fazer uma devassa nos contratos assinados pelo governador Ivo Cassol (sem partido). Agora, ela será usada para investigar os próprios poderes, inclusive a Assembléia Legislativa. “Há fortes indícios de irregularidades principalmente no MP”, disse Miguel Sena hoje à tarde ao RONDONIAGORA.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News