Rondônia, quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Segunda, 21 de Junho de 2010 - 16h06

ALIANÇA CONFÚCIO/GURGACZ APRESENTA MESMOS PERSONAGENS DO GOVERNO DO PMDB QUE AFUNDOU RONDÔNIA

RONDONIAGORA


ALIANÇA CONFÚCIO/GURGACZ APRESENTA MESMOS PERSONAGENS DO GOVERNO DO PMDB QUE AFUNDOU RONDÔNIA
A dobradinha apresentada na manhã desta segunda-feira pelo PDT e PMDB foi indicada pelos mesmos personagens responsáveis pela gestão do Governo de Rondônia de 1.995 a 1.998 liderado pelo então governador Valdir Raupp, hoje senador e presidente estadual da legenda peemedebista. O também senador Acir Gurgacz, dono da empresa de ônibus Eucatur, mantinha pessoas ligadas ao grupo para garantir a participação das suas empresas no Governo de Raupp, através de contratos de aeronaves (Eucatur Táxi Aéreo) e a venda de passagens terrestres de ônibus, além de manter o monopólio da Eucatur em Rondônia. Quando Acir Gurgacz teve a empresa de aviação investigada pelo Ministério Público pelo pagamento de vôos que nunca foram realizados, dois helicópteros aparecem estranhamente queimados no hangar no aeroporto Jorge Teixeira. Até hoje ninguém sabe do paradeiro dos culpados.Comandado por Raupp, o ex-prefeito Confúcio Moura foi incentivado a entrar na disputa pela sucessão do governador João Cahulla. Mas deixou claro que seus aliados também estariam no Governo, caso o PMDB vencesse. Entre eles, o promotor público José de Almeida Junior, responsável pelos maiores escândalos de corrupção do Estado de Rondônia. Aconselhado por Almeida, o ex-governador Raupp autorizou a intervenção do Banco Central no extinto Banco do Estado de Rondônia (Beron), aumentando a dívida da instituição para mais de R$ 1 bilhão, dívida paga mensalmente pelo Governo no ato do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O mesmo Almeida, que exercia a chefia da Casa Civil com plenos poderes no Palácio Presidente Vargas, vendeu as ações das Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron) para a Eletrobrás com um rombo de R$ 500 milhões. Além de Almeida, o ex-secretário de Raupp, Domênico Laurito, contratou uma empresa para fornecer peixe, frango e carne para merenda escolar. Os preços foram superfaturados e o produto nunca foi entregue. O rombo chegou a mais de R$ 2 milhões. O escândalo ficou conhecido como “escândalo dos ladrões de galinha”.

Era negra para os servidores públicos

O setor mais atingido pela falta de comando e gestão do Governo na época foi do funcionalismo público. Os servidores ficaram até 3 meses sem receber seus vencimentos. As greves eram constantes. E o Palácio Presidente Vargas acabou transferindo recursos do Banco Mundial para quitar folha em atraso. O senador Valdir Raupp responde ação no Supremo Tribunal Federal por ter feito essa operação. Ele é acusado de fraude contra o sistema bancário.

Cassol lembrou da família

O ex-governador Ivo Cassol (PP) ao responder declarações de Confúcio Moura em entrevista coletiva na cidade de Vilhena lembrou que a mesma “família” que governou Rondônia de 1995 a 1998 estava tentando voltar ao poder através do ex-prefeito de Ariquemes. Cassol se referia a José de Almeida Junior, cunhado de Raupp, e a irmã da deputada federal Marinha Raupp , que também cuidava dos assuntos governamentais junto com a então primeira-dama. “ A mesma família responsável pelo desvio da merenda escolar, quebra do Beron, venda da Ceron e o atraso do pagamento dos servidores quer voltar ao Governo”, disse Cassol.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions