Rondônia, sexta-feira, 19 de outubro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Sexta, 23 de Abril de 2010 - 09h32

Amorim pede investigação nos fundos de estatais a CGU, TCU e Ministério da Justiça

RONDONIAGORA


Uma ampla investigação nos fundos de pensão de estatais, do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), e da aplicação de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) foi solicitada nessa sexta-feira (23), pelo deputado federal Ernandes Amorim (PTB), ao ministro chefe da Controladoria Geral da União, Jorge Hage; ao procurador Geral da República, Roberto Gurgel; ao presidente do Tribunal de Contas da União, Ubiratan Aguiar; e, ao ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto.

O pedido foi feito logo após discurso na Câmara, tendo como base reportagem da Folha de São Paulo, noticiando que a Polícia Federal já teria informado à Justiça a existência de indícios “de que administradores de fundos de pensão de estatais tinham a intenção de desviar recursos aplicados no fundo de investimentos criado pela Bancoop, cooperativa habitacional dos bancários de São Paulo, investigada por supostos repasses ilegais ao PT”, e também dos financiamentos feitos pelo BNDES, com recursos do FAT, para empresas envolvidas em trabalho escravo e no calote a fornecedores e prestadores de serviços.
“O Estado brasileiro e seus agentes de controle têm o dever de apurar os desmandos que estão sendo praticados com o dinheiro do trabalhador. Não é possível permitir que estas verbas continuem financiando investimentos duvidosos, obras e empresas de frigoríficos que apresentam impactos socioambientais e econômicos negativos, o calote, e principalmente o trabalho escravo”, disse Amorim em seu discurso.

Para o parlamentar, fatos “inaceitáveis e inacreditáveis” como os denunciados não podem continuar. “Preciosos recursos dos fundos de pensão dos trabalhadores, do FAT e do BNDES não podem financiar o calote e o trabalho escravo, em total contraponto ao fim para o que foi criado, qual seja: o desenvolvimento do nosso país e a melhora da qualidade de vida dos nossos trabalhadores. Deposito nas mãos desses entes públicos o cumprimento dessa missão: dar um fim ao desrespeito à aplicação do dinheiro público e dos maus tratos aos tão sofridos trabalhadores brasileiros, que estão sendo seriamente lesados, pois além de estarem sendo escravizados, ainda estão vendo seus fundos de pensão ser usurpados, ameaçando suas aposentadorias e o futuro dos seus filhos”, disse Amorim.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions