Rondônia, sexta-feira, 14 de agosto de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Quarta, 22 de Julho de 2020 - 09h12

Deputado Ismael Crispin cobra posicionamento do Governo sobre falta de quadro médico

da Assessoria


Deputado Ismael Crispin cobra posicionamento do Governo sobre falta de quadro médico

Na tarde desta terça-feira (21), o deputado Ismael Crispin (PSB), fez uso da tribuna para relatar sua preocupação com a falta de profissionais de saúde para atender a população de Rondônia em plena pandemia do novo Coronavírus. Citando o caso do secretário de Estado Estadual de Saúde de Rondônia (Sesau), Fernando Máximo, que está internado com Covid-19, o deputado apontou que o vírus não escolhe idade, tamanho, cor ou classe social.

De acordo com o parlamentar, em março, quando a Casa de Leis votou o estado de Calamidade, os deputados alertaram ao Governo do Estado o aumento das demandas. “Precisamos saber da saúde do povo rondoniense e também das dificuldades que enfrentaríamos na economia. Naquela época pedimos uma estratégia para este momento. Há quem diga que nenhuma estratégia poderia dá certo, pois não sabemos com o que estamos lhe dando, mas pior que isso é não fazer nenhuma estratégia”, indagou.

O deputado Ismael Crispin indagou sua preocupação com o município de Cacoal localizado na macrorregião II, que ficou com a obrigação de receber mais de 800 mil pessoas, entre elas, pessoas acometidas pelo Covid-19, mas que está sofrendo com a falta de estrutura. “Ontem recebi o telefone de uma médica de Cacoal desesperada, pois o corpo técnico do hospital Heuro já não tem mais condições de atender. O quadro clínico já não existe mais. A médica me relatou que não havia médico na ala do Covid. A resposta para essa situação precisa ser dada pelo Estado. Eu lamento o estado de saúde do secretário, mas o Executivo precisa ter uma equipe pronta para dar uma resposta a sociedade rondoniense”, disse.

Ismael ressaltou ainda, que com uma gratificação de R$ 300,00 para o enfrentamento do Covid-19, o Estado não consegue atrair profissionais. “Infelizmente esse foi o valor máximo que podíamos votar, pois a competência é do Poder Executivo. Estamos vivendo um momento espantoso, e o governo do Estado precisa fazer um enfrentamento a altura e não ficar se lamentando. Nosso clamor é pelo Estado de Rondônia, mas a macrorregião II é a nossa base e lá estamos próximos da sociedade e somos cobrados diariamente”, finalizou.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions