Rondônia, 09 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

Deputados iniciam visitas a líderes partidários em busca de apoio a PEC 483

Quarta-feira, 07 Outubro de 2009 - 09:18 | RONDONIAGORA


Os deputados estaduais iniciam nesta quarta-feira (7) uma maratona de visitas aos gabinetes dos parlamentares líderes partidários do PT, PMDB, PSDB, PP, PPS, PTB, PV e DEM em busca de adesão para votação da Proposta de Emenda a Constituição PEC 483, que beneficia Rondônia incluindo os servidores públicos civis e militares do Estado no quadro da União. A proposta está na pauta de votação na Câmara dos Deputados e tem previsão para ser votada em plenário a partir das 18 horas – horário de Brasília.



O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Neodi Carlos (PSDC) lidera a maratona de visitas ao lado do governador Ivo Cassol (PP), vice-presidente da Casa, Miguel Sena (PSDC), Jesualdo Pires (PSB), Valter Araújo (PTB), Kaká Mendonça (PTB), Maurinho Silva (PSDB), Valdivino Tucura (PRP), José Clemente (PTN), o popular Lebrão, Professor Dantas (PT), Edson Martins (PMDB), Luizinho Goebel (PV), Ezequiel Neiva (PPS), Ribamar Araújo (PT) e Tiziu Jidalias (PP), líder do governo no Poder Legislativo.

Os deputados desembarcaram no final da tarde de terça-feira (6) em Brasília e seguiram diretamente para Câmara dos Deputados. A PEC estava prevista para ser votada na noite de ontem, mas um acordo com os líderes partidários da bancada federal de Rondônia permitiu a transferência da votação para esta quarta-feira. Por outro lado, os deputados estaduais ganham tempo para reforçar o apoio aos líderes partidários da Câmara no encaminhamento de votação da PEC em segundo turno.

Ainda na terça-feira, o deputado Neodi, governador Ivo Cassol e o senador Expedito Júnior (PSDB) conversaram em plenário com deputados federais Eduardo Valverde (PT), Anselmo de Jesus (PT), Natan Donadon (PMDB), Marinha Raupp (PMDB), Lindomar Garçom (PV) e Mauro Nazif (PSB), discutindo a estratégia de encaminhamento para votação.
A caravana de servidores também chegou na tarde de ontem em Brasília e seguiu diretamente para o Congresso Nacional para acompanhar a votação. O presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário, Israel Borges e o presidente do Sinsepol, Cícero Evangelista, estão otimistas e acreditam que nesta quarta-feira a PEC será votada e receberá apoio de mais de 390 deputados.

Votação de MP da energia fez bancada tirar a PEC de pauta

A estratégia utilizada pela bancada de Rondônia para retirar de pauta a votação da PEC 483 foi em decorrência da votação da Medida Provisória 466-09, que muda as regras dos serviços de energia elétrica nos sistemas isolados. A proposta ganhou discussões acirradas em plenário e poderia prejudicar a votação da PEC 483, com o esvaziamento da votação.

Hoje 97% do território nacional é interligado por redes de energia, exceto os estados do Norte. Na região existem 277 sistemas isolados, que produzem eletricidade para os municípios por meio de termelétricas movidas a óleo. A MP pretende incentivar a integração dessas áreas ao Sistema Nacional (SIN) com a proposta de dar mais segurança de fornecimento e reduzir os custos de geração nesses locais, segundo avaliou o relator da proposta, deputado João Carlos Bacelar (PR-BA). Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também