Rondoniagora.com

Rondônia, 27 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Política

DURANTE ENCONTRO PARA FORTALECER VALVERDE, PT DEIXA CLARO QUE PREOCUPAÇÃO MAIOR É COM EXPEDITO, CASSOL E CAHULLA

Sexta-feira, 14 Maio de 2010 - 11:09 | RONDONIAGORA


O PT definiu nesta quinta-feira que sua maior preocupação no momento não é trabalhar para fortalecer o nome do deputado federal Eduardo Valverde como candidato da legenda, mas tentar impor ao eleitorado que não há racha entre o ex-governador Ivo Cassol e o ex-senador Expedito Júnior. Apesar de ser visível o descontentamento de Cassol pelo fato de que Expedito não atendeu seus apelos e lançou-se como pré-candidato ao Governo, para o PT tudo não passa de jogo de cena. A estratégia petista, defendida na quinta-feira durante o “Dia do 13” demonstra como atuará na campanha eleitoral.

A tese petista acredita que o único candidato de oposição será Valverde, mas não relata por exemplo, que o ex-governador Cassol já declarou que irá fazer campanha para Dilma Roussef no Estado, já tendo manifestado esse compromisso até mesmo para a própria presidenciável.

Na verdade, ao tentar impor que Cassol, Expedito e João Cahulla estarão no mesmo barco, o PT deixa claro que a ascensão de seu candidato pode estar abaixo do esperado. Se fosse diferente não estaria se preocupando com candidaturas externas, mas com a própria.

Veja matéria enviada pela assessoria do PT:

Caúla, Expedito e Cassol estão do mesmo lado, diz PT

A aparente cisão entre o ex-senador Expedito Júnior e o grupo governista liderado pelo ex-governador Ivo Cassol que tem João Caúla no governo, não passa de uma situação momentânea. Na verdade estão todos juntos para tentar garantir a manutenção do poder.
Esta impressão foi manifestada por diversas lideranças petistas durante o evento denominado “Dia do 13”, realizado na noite de quinta-feira, 13/05, na sede do PT, em Porto Velho.

Membros dos diretórios estadual e municipal do Partido dos Trabalhadores não acreditam que Expedito Júnior fará oposição a Ivo Cassol nas eleições deste ano, e vice-versa. Para os petistas, o “racha” é, na verdade, uma “cortina de fumaça” para encobrir os verdadeiros interesses do grupo que há quase oito anos manda no Estado.

Por isso os filiados e simpatizantes do PT acreditam que a única candidatura realmente de oposição ao atual governo estadual será a de Eduardo Valverde, cuja pré-candidatura a governador já foi lançada.
Para a militância petista, é inconcebível que o ex-governador Cassol, o governador Caúla e o ex-senador Expedito Júnior tenham caminhado juntos por décadas, inclusive nos quase oito anos de governo, partilhando contratos, convênios, mazelas e até processos, venham divergir nas eleições de 2010.

O PT não tem dúvidas de que, se confirmadas as candidaturas anunciadas, quem votar em Expedito vai estar votando em Cassol e no grupo de Caúla, e quem votar em Caúla vai estar votando no grupo de Expedito.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News