Rondônia, sábado, 18 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Sexta, 04 de Novembro de 2011 - 14h47

Governador aposta na educação para enfrentar a violência

Decom


Implantar a educação integral em 15% das escolas de Porto Velho a partir de 2012. Esse foi o desafio assumido pelo governador Confúcio Moura para enfrentar a violência que colocou a capital rondoniense e o município de Ariquemes entre os municípios com os piores índices de assassinatos por 100 mil habitantes, 70 cada, segundo a Revista Veja desta semana. Além disso, o governador pretende apresentar Projeto de Lei à Assembleia Legislativa visando à criação de uma organização para garantir o tratamento de usuários de entorpecentes.
A violência em Rondônia deve passar por um processo de redução gradativa, começando pela educação de base

Os compromissos foram assumidos na manhã desta sexta-feira (4) durante a reunião comunitária, seguida de café da manhã, promovida pelo comandante da Polícia Militar, coronel Paulo César Figueiredo, com lideranças de bairros, no Comando Geral, em Porto Velho. O encontro, que deve ser periódico para a integração e estreitamento das relações, serviu para que os representantes das comunidades expusessem as necessidades e sugestões visando à melhoria em todas as áreas, com foco na segurança pública.

O governador citou, que a exemplo de Santarém (PA), onde o índice de violência é de 3,8 a cada 100 mil habitantes, segundo a Veja, a violência em Rondônia deve passar por um processo de redução gradativa, começando pela educação de base, o pré-escolar, com a adoção da cultura da paz. “Esta reunião é muito importante, pois estamos no epicentro da violência. O pior é que não estamos em guerra, matamos na paz”, lamentou Confúcio, ressaltando que a violência não ocorre apenas com tiros, facadas e socos, mas também no trânsito.

Outra medida importante destacada por Confúcio Moura, que deve ser adotada no Estado, é um olhar mais atencioso para as escolas dos bairros afastados do centro das cidades. “Essas escolas devem ser bonitas, limpas e ter bons professores para servir de referência, assim como as localizadas no centro”, observou.

Ao falar sobre a criação de uma entidade para tratamento dos usuários de entorpecentes, o governador argumentou que a droga, incluindo-se a bebida alcoólica, é a porta da violência. Só em Porto Velho pesquisas apontam que há pelo menos 15 mil jovens viciados no crack, e gastam, em média, de R$ 4,5 a R$ 6 mil, por mês. “E onde eles conseguem esse dinheiro?”, questionou o governador, respondendo em seguida, que o vício é mantido através do roubo.

Para as lideranças dos bairros, o momento foi importante não só para o governador conhecer a necessidade de cada comunidade, mas também o resultado dos investimentos realizados, sobretudo na segurança, com a colocação de mais policiais nas ruas e em pontos estratégicos. O presidente do G-14, grupo que agrega 14 associações de bairros da zona Sul, Vinicius Meireles, citou entre os avanços a confiança dos empreendedores em cada vez mais instalar casas comerciais na região, que atualmente conta com quatro agências bancárias e mais uma é anunciada para os próximos dias pelo Sicoob, o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions