Rondoniagora.com

Rondônia, 26 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Política

HOMEM QUE DENUNCIOU O ESQUEMA, EX-DIRETOR EMDUR, WILSON LOPES É PRESO DURANTE OPERAÇÃO LUMINUS

Terça-feira, 09 Abril de 2013 - 08:30 | RONDONIAGORA


HOMEM QUE DENUNCIOU O ESQUEMA, EX-DIRETOR EMDUR, WILSON LOPES É PRESO DURANTE OPERAÇÃO LUMINUS
Apontado como um dos envolvidos no escândalo de corrupção na Emdur, o ex-diretor-financeiro da estatal, Wilson Gomes Lopes, apontado nas investigações como homem forte do ex-presidente, Mário Sérgio Teixeira. Wilson entregava dinheiro do esquema e em grande quantidade a Mário Sérgio.
A Operação Luminus é cumprida por cerca de 90 policiais civis e militares cumprem mandados de prisão preventiva, busca e apreensão, bloqueio de bens e afastamento de funções públicas expedidos pelo Poder Judiciário do Estado.
Segundo as investigações do MPE, o esquema na Emdur foi desvendado a partir do depoimento de um dos próprios operadores dos esquemas, Walter Fernandes Ferreira, uma espécie de “faz tudo” na Emdur e quem pagava as empresas durante as gestões de Mário Sérgio. Segundo ele, as empresas do esquema “sempre fizeram cobertura umas para as outras nas licitações, sendo este golpe regido pelo próprio presidente da Emdur e de perto pelo senhor Wilson Lopes”.
A Operação Luminus é cumprida por cerca de 90 policiais civis e militares cumprem mandados de prisão preventiva, busca e apreensão, bloqueio de bens e afastamento de funções públicas expedidos pelo Poder Judiciário do Estado.

A investigação realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) revelou mais uma vertente da organização criminosa que se instalou na Prefeitura de Porto Velho. O grupo criminoso era liderado pelo ex-prefeito Roberto Sobrinho e pelo ex-vereador e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (EMDUR) Mário Sergio Leiras Teixeira e composto por mais de 20 suspeitos.

A quadrilha desviava dinheiro da Prefeitura através de convênios com a EMDUR, sendo que os valores eram usados em contratos superfaturados ou com empresas fantasmas. Cerca de R$ 27 milhões foram repassados por ordem do então Prefeito Roberto Sobrinho à empresa municipal presidida por Mário Sérgio Teixeira a pretexto de melhorias na infraestrutura e no urbanismo na cidade, tais como paisagismo, calçamento e iluminação pública.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News