Rondônia, 05 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

Laerte avaliza compra da primeira recolhedora de café em Rondônia

Domingo, 29 Maio de 2016 - 20:02 | Da Redacao


Incentivador da cafeicultura no Estado de Rondônia, o deputado Laerte Gomes (PSDB) acompanhou a assinatura do contrato de venda da primeira recolhedora semi-mecanizada de café no estado. O projeto elaborado pela Emater garantiu o financiamento do maquinário no Banco do Brasil aos irmãos Antônio e Dionísio Alves Sobrinho (os Baianos), produtores do município de Alvorada do Oeste.

A recolhedora, vendida pela Jacomin Agropecuária por R$ 130 mil, é uma 2CR da marca Miac e tem capacidade para colheita de 1.500 latões por dia. A máquina vai reduzir de 40 para nove, o número de pessoas contratadas pela propriedade para o recolhimento dos grãos.

Os Baianos de Alvorada estão com 150 mil pés de café em produção e trabalham na formação de mais 50 hectares irrigados do clonal conilon. Em 2018, os produtores esperam elevar a produtividade para a casa das 120 sacas por hectare.

“Sempre digo que ainda estamos engatinhando no nosso projeto traçado no papel. Compramos secador e máquina e não estava sobrando dinheiro para fazer novos investimentos. Graças às parcerias com a Emater e o apoio de personagens como o deputado Laerte conseguimos dar mais um passo”, disse Antônio Baiano.

O técnico Francisco Mendes Sá, o Chiquinho da Emater, elogiou o empenho do deputado Laerte para o fortalecimento da cafeicultura rondoniense, em especial, na região da 429, para onde foi enviada uma emenda do parlamentar no valor de R$ 300 mil para a compra de mudas de café clonal.

“Só temos a elogiar e agradecer a Emater pelo apoio ao nosso produtor. Os Baianos são exemplo e modelo do que é agricultura familiar, mas com a implementação da tecnologia. São motivo de orgulho, têm o DNA com aptidão para a cafeicultura”, disse o parlamentar.

Laerte Gomes também destacou a determinação do presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), de utilizar a economia da casa, em torno de R$ 10 milhões, para a compra e distribuição aos pequenos produtores de mudas de café clonal.

“A cafeicultura está num momento excelente em Rondônia. Somos o segundo maior produtor de conilon do Brasil e podemos assumir a liderança nacional, já que o Estado de Santa Catarina passa por uma crise hídrica e proibiu lavouras irrigadas nesta safra. Com a ajuda do Governo e da Assembleia, o exemplo dos Baianos poderá ser seguido pelos demais produtores de café”, finalizou Laerte, que avalizou o contrato do agricultor com o Banco do Brasil.

Além do deputado Laerte Gomes, participaram do evento de assinatura do contrato de venda da recolhedora o secretário de agricultura, Evandro Padovani, e o vice-governador, Daniel Pereira (PSB).

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também