Rondônia, 01 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

Operação Kairós: Atual diretoria da Caerd pediu investigação sobre esquemas

Terça-feira, 22 Março de 2016 - 18:02 | Da Redacao


Em nota à imprensa na tarde desta terça-feira a diretoria da Caerd deixa claro que partiu da atual gestão as denúncias de irregularidades que culminaram com a deflagração da “Operação Kairós”. A Polícia investiga desvios de recursos que podem ser superiores a R$ 8.487.000 em licitações dirigidas. De acordo com a Polícia, a investigação teve início em julho de 2015 e as provas já colhidas comprovaram a existência de grupo criminoso com 11 investigados principais.

Na coletiva desta terça-feira o delegado do caso explicou que a investigação teve início em julho de 2015 a partir de dois ofícios encaminhados pela atual Diretora Presidente da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (CAERD) para a DRACO. Entre os anexos estavam relatórios do Comitê de Gestão de Risco, setor criado para detectar e analisar atos nocivos às atividades da própria Companhia, mencionando supostas irregularidades em quatro licitações realizadas pela CAERD nos anos de 2009 e 2010.

Durante a investigação se verificou que outros procedimentos licitatórios apresentavam o mesmo esquema, daí a necessidade de ampliar a apuração para dimensionar o tamanho do esquema criminoso.

Foram determinadas 11 medidas cautelares entre proibição de acesso à sede da empresa, suspensão de função pública ou atividade de natureza econômica.  Foram mobilizados 22 policiais civis entre delegados, agentes e escrivães, em 7 viaturas.

O foco da operação é reprimir organização criminosa atuante em processos licitatórios da Caerd com amparo de servidores da autarquia, em nível de gestão, e com a finalidade obter vantagem econômica ainda que para isso tivessem que promover falsidades documentais diversas, descumprir a lei de licitações praticando o fracionamento de despesa, fraudando o enquadramento e publicidade do certame, terceirização da atividade fim, induzindo o resultado da licitação, entre outros.

Veja a nota:

COMUNICADO REFERENTE À OPERAÇÃO KAIRÓS

A Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd) comunica que a Operação Kairós, em sua primeira fase, ocorrida na manhã desta terça-feira, 22, tem sua origem em uma investigação iniciada em 2015, conforme relatada na entrevista coletiva concedida pelo Secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), Dr. Antônio Carlos Reis, Delegado Geral da Polícia Civil, Dr. Eliseu Siqueira, e o Delegado Responsável pelas investigações, Dr. Marcus Vinicius, da Delegacia de Combate ao Crime Organizado - DRACO.

Registramos que a investigação teve origem a partir de denúncias apresentadas pela atual Diretoria à Secretaria de Segurança do Estado. Estas denúncias envolveram diversas ações consideradas irregulares relativas aos procedimentos licitatórios, folha de pagamento e concessão de empréstimos consignados.

Nessa primeira etapa foram abordados os processos licitatórios. atual Diretoria forneceu todos os subsídios e está colaborando ativamente com as investigações, uma vez que tais irregularidades geraram um grande buraco financeiro na Companhia.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também