Rondônia, 28 de Novembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

RAUPP CONFIRMA QUE PMDB ESPERA PT COMO VICE E EXPLICA QUE PEC DÁ GARANTIAS MESMO ATÉ 1.987

Sexta-feira, 30 Outubro de 2009 - 14:27 | RONDONIAGORA


Em entrevista na tarde desta sexta-feira ao jornalista Maurício Calixto, da Rádio Rondônia FM, o senador Valdir Raupp (PMDB) garantiu que desta vez o PMDB vai mesmo lançar candidato ao Governo do Estado no próximo ano. O nome do partido será definido em prévias que acontece em Ji-Paraná no próximo dia 14. “Já renunciamos várias vezes para aceitarmos concorrer como vice, mas agora é a nossa vez. O PMDB já governou Rondônia em três ocasiões e vai firme na disputa de 2.010”. O senador disse que os peemedebistas aguardam o PT como vice. “Seria a chapa de nossos sonhos, com a senadora Fátima, ou o deputado Valverde”, afirmou. Ele considera no entanto, que o PT pode querer lançar seu próprio nome e já prevê assim que pelo menos cinco candidaturas entram no páreo: a do PMDB, a do PT, do senador Expedito Júnior (PSDB), do vice-governador, João Cahulla (PPS) e possivelmente do empresário Acir Gurgacz (PDT). O PMDB decidirá se lança o prefeito de Ariquemes, Confúcio Moura ou a ex-prefeita de Cacoal, Sueli Aragão. Ao enfatizar a candidatura, Raupp entende que ao sair na frente com o lançamento do pré-candidato, o partido na verdade toma uma decisão irreversível, tanto a nível interno, como externo. “E serão as primeiras prévias que um partido fará no Estado”.

O senador rondoniense também fez declarações sobre a PEC da Transposição. Ele disse que nunca escondeu da classe política ou dos sindicalistas, que o texto aprovado na Câmara e no Senado e que segue para promulgação, beneficia seguramente servidores que estavam em atividade entre 1.981 e 1.987 em algumas prefeituras, Governo, Legislativo e Executivo. “Já a partir de 1.987, reafirmo que é uma possibilidade, mas estaremos lutando para que se concretize”. Raupp afirmou que cabe ao PT principalmente, “afinal é o partido do presidente“, tentar o convencimento das autoridades dos Ministérios do Planejamento e Administração, fazer valer esse direito. “E como somos aliados ao Governo, vamos também atuar nesse sentido”.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também