Rondônia, sexta-feira, 25 de setembro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Quinta, 15 de Dezembro de 2016 - 11h11

TSE inicia julgamento de precedente que pode determinar nova eleição em Vilhena

da Redação


TSE inicia julgamento de precedente que pode determinar nova eleição em Vilhena

O Tribunal Superior Eleitoral iniciou nesta quarta-feira o julgamento do Recurso Especial. 28341, de Tianguá/CE, que analisa caso idêntico a impugnação apresentada contra a candidata de Vilhena que obteve a maioria dos votos, Rosani Donadon (Confira a sessão abaixo).

E ao que tudo indica a situação é desfavorável a Rosani. Isso porque após o voto da relatora, ministra Luciana Lóssio, dando provimento ao recurso para deferir o registro de candidatura do candidato a prefeito Luiz Menezes de Lima, divergiram o ministro Luiz Fux e Herman Benjamin. O julgamento foi interrompido com o pedido de vista de Gilmar Mendes.

Segundo a divergência iniciada no TSE, para que seja deferido o registro de candidatura para aqueles condenados por abuso de poder, deve a inelegibilidade de oito anos estar vencida antes da data da eleição, e não após como entendeu a relatora.

No caso em julgamento a inelegibilidade do candidato a prefeito vencia três dias após a eleição de 2 de outubro, já que condenado por abuso de poder no pleito de 2008, situação idêntica à ocorrida em Vilhena com a candidata Rosani.

O advogado Nelson Canedo que representa a Coligação “Pra Fazer a Diferença”, que impugnou Rosani, entende que ao que tudo indica a tendência do TSE é de indeferir o registro de candidatura daqueles condenados por abuso de poder que até a data da eleição ainda estejam inelegíveis, a exemplo da candidata mais votada de Vilhena, pois se a norma de regência determina que eles não podem participar do pleito pelo prazo de oito anos a contar da eleição em que ocorreu o fato abusivo, não pode haver determinação judicial que resulte na redução desse prazo, sob pena do poder judiciário legislar, função essa que não lhe compete.

Na hipótese só resta aguardar o julgamento do citado precedente pelo TSE, que deve correr até o final desta semana. Caso provido o recurso proposto pelo advogado Nelson Canedo e pelo Ministério Público Eleitoral, já no início do ano teremos novas eleições em Vilhena.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions