Rondoniagora.com

Rondônia, 03 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Vídeos

Senge-RO entrega ao Governo PCCR dos engenheiros

Quarta-feira, 01 Abril de 2015 - 17:35 | Assessoria


Senge-RO entrega ao Governo PCCR dos engenheiros
A direção do Sindicato dos Engenheiros do Estado de Rondônia (SENGE-RO) entregou ao Secretário-chefe da Casa Civil Emerson Castro o Plano de Cargo, Carreira e Remuneração dos engenheiros, geólogos, geógrafos, meteorologistas e tecnólogos. O encontro aconteceu no Palácio Getúlio Vargas, na manhã de hoje (01/04).

O presidente do Senge-RO, Inaldo de Melo Gomes, ao entregar o documento ao secretário Emerson Castro destacou a necessidade de valorização dos profissionais que tanto benefícios trazem para a sociedade e a economia de Rondônia. Segundo ele, os salários percebidos pelos servidores estão abaixo das referencias salariais do setor privado, sendo atualmente em torno de R$ 3.400,00 a 4.500,00, enquanto que a lei do Salário Mínimo Profissional, praticado na iniciativa privada, remunera com oito e meio a nove salários mínimos, cerca de R$ 7.000,00.

No documento entregue ao secretário, o Senge-RO frisa que as atividades desempenhadas por esses servidores estão representadas em todas as secretarias da administração pública, seja nos projetos elaborados, ou na fiscalização da execução de modo eficiente e com economicidade. Afirma que o contingente profissional é responsável pelo passado desenvolvimentista, pelo presente grandioso e pelo futuro promissor do estado, pois passarão pelas suas análises todos os projetos, execuções e fiscalizações das obras e empreendimentos futuros de Rondônia.

Como exemplo, o documento ressalta os profissionais do DER/Deosp que no ano de 2014, além de executarem várias obras, ainda projetaram e fiscalizaram um montante de aproximadamente R$ 269.500.000,00 em empreendimentos de várias secretárias e projetos, como o PIDISE (cerca de 84 milhões de reais).

Ao analisar o valor dos projetos desenvolvidos pelos órgãos, onde o projeto representa de cerca de 4% do total do investimento, Inaldo afirma que os profissionais realizaram cerca de R$ 10.780.000,00 em economia de engenharia consultiva, recurso que o estado deixou de pagar às empresas privadas.

Ele ainda mencionou o importante trabalho realizado pelos profissionais da Secretária de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) que analisam e aprovam os investimentos futuros, que geram milhões em recursos, com a tecnicidade e preocupação de preservar a riqueza ambiental.

A pecuária e o agronegócio no ano de 2014, ainda segundo o documento, receberam cerca de R$ 1 bilhão de reais em empréstimos dos bancos de fomento. Toda este movimentação econômica necessariamente exige análise e orientação técnica dos profissionais da engenharia, que na prestação de seus serviços beneficiaram cerca de 50 mil famílias rurais, além de reforçar e aumentar a arrecadação de impostos.

A categoria pede que se corrija esta injustiça salarial e que o governo reconheça os relevantes serviços prestados por estes profissionais, onde muitos já estão com mais de vinte anos de serviços prestados à sociedade rondoniense.

Também tiveram presentes no encontro os diretores do Senge-RO José Ezequiel Ramos, Edison Rigoli Gonçalves, Anderson Sá Marchioro e os engenheiros servidores Albenir Antônio Antônio M. Carvalho, Valdeir Soares da Silva, Renato Berwanger da Silva, Akira Uehara e Osvaldo Pitalluga.

Ao receber o PCCR o Secretário Emerson Castro garantiu ao SENGE que o Governo do Estado irá analisar a proposta apresentada e posteriormente marcará reunião para encaminhamentos e discussão das reivindicações dos servidores do Estado, representados pelo SENGE. Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News