Rondônia, sábado, 11 de julho de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Quarta, 24 de Fevereiro de 2016 - 09h14

Assassinato de Nathalia Zucatelli: Imagens mostram o momento do crime

Jornal O Popular


As imagens do circuito de segurança do Colégio Protágoras mostram quando a estudante Nathalia Araújo Zucatelli, de 18 anos, sai pelo portão principal da instituição na Rua T-25 e segue sozinha em direção à Rua T-50, no Setor Marista. Na esquina, por causa da chuva da tarde de segunda-feira, havia uma poça de água muito grande. Ela vai até o meio da calçada e começa a atravessar a rua com um celular na mão.

Neste momento, duas pessoas usando capacetes em uma motocicleta preta abordam a jovem, que é obrigada a entregar o celular. Na imagem, o carona aponta a arma para a jovem como se exigisse a mochila presa ao corpo.

Nathalia segura a mochila e joga o corpo levemente para trás, momento em que é baleada no braço esquerdo e os dois assaltantes fogem em direção à Avenida Portugal. A jovem corre menos de cinco metros e cai morta ainda no asfalto.

As imagens foram recolhidas pela Polícia Civil para que sejam analisadas e esta é a principal prova contra os atiradores.

Nas imagens, não cedidas para a imprensa, não é possível determinar quem são os assaltantes. As imagens são escuras e ainda serão analisadas pelo Instituto de Criminalística da Superintendência de Polícia Técnico Científica.

De acordo com o diretor do colégio, professor Marcos Antônio Sousa Araújo, Nathalia ficou até quase 22 horas na biblioteca estudando sozinha e saiu da unidade quando não tinha mais quase ninguém. Ela não usava uniforme e foi rendida na esquina do colégio. “Foi lamentável, triste demais, ainda mais porque ela estava estudando para ter um futuro melhor.”

Ele contou que a Polícia Civil recolheu as imagens e o HD onde elas foram gravadas, pedindo ainda que nenhuma informação seja repassada à imprensa para não prejudicar as investigações.

Desde a hora do crime, 21h45 de segunda-feira, que as polícias Civil e Militar trabalham no sentido de identificar e prender o casal na motocicleta. Foi através do testemunho de uma mulher que se obteve a informação de que a garupa da motocicleta era uma mulher, autora do disparo que matou Nathalia.

O único tiro entrou no braço esquerdo da estudante e transfixou-lhe o coração. Uma equipe do Corpo de Bombeiros ainda tentou reanimar a vítima, mas a estudante não resistiu. Na mochila dela, apenas um fichário e outro celular, de valor maior.

O latrocínio é investigado pelo delegado Klayter Camilo, da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic). No início da manhã de ontem a assessoria de imprensa da Polícia Civil divulgou nota dizendo que “as providências iniciais referentes à investigação já estavam sendo tomadas”.

Segundo a nota, “os investigadores entendem que neste momento não é prudente a divulgação de outros detalhes acerca do fato”. Na delegacia ninguém falou sobre o crime ou sobre a investigação. A testemunha do latrocínio ainda não havia sido ouvida ontem pela Polícia Civil.

Ela contou extraoficialmente à polícia e à direção do colégio que no momento do assalto ficou confusa com o estampido do tiro, ocorrido no mesmo momento em que um caminhão de lixo passava pelo local fazendo barulho. Ela afirmou não ter dúvida de que quem estava como garupa na motocicleta preta era uma mulher e que foi essa mulher a autora do assalto, que estava armada e que atirou e matou Nathalia.

Polícia Militar

O tenente-coronel Ricardo Mendes, assessor de comunicação social da Polícia Militar, disse ontem que todo trabalho preventivo para evitar crimes naquela região tem sido desenvolvido pela corporação.

A equipe do sargento Padilha e do sargento Carvalho, do Batalhão Escolar da PM, esteve no Colégio Protágoras, às 18h30 de segunda-feira, fazendo uma visita comunitária, orientando direção, funcionários e alunos sobre segurança.

“Estamos trabalhando no policiamento preventivo. Temos feito um trabalho eficiente, tem um batalhão específico para essa demanda, que é o Batalhão Escolar. A gente tem feito muito, mas não pode tudo.”


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions