Rondônia, segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Quarta, 14 de Setembro de 2011 - 15h08

Médico orienta população e descarta epidemia da doença em Ouro Preto

Alexandre Araujo


O médico Álvaro Hoffmann que atende na rede pública de Saúde de Ouro Preto do Oeste, descartou uma epidemia da doença Toxoplasmose que acometeu um número significativo de pessoas nos últimos dias na região. O médico confirmou que foram feitos exames em alguns pacientes e o resultado foi positivo, mas que as medidas cabíveis já estão sendo adotadas para impedir a proliferação da doença.Os possíveis casos de toxoplasmose no município começaram a surgir após um caminhão Ford Cargo, cor prata, placas BMF- Rolim de Moura, ao desviar da fiscalização da balança do DNIT na BR 364 zona rural de Ouro Preto, caiu dentro do Rio Boa Vista que abastece a cidade. Na época (30/07), o motorista do caminhão disse que a carga era de sal para gado, mas logo descobriu que o pesado veiculo carregava foragem de aves o que pode ter originado a contaminação da água que é consumida pela população.

Segundo explicação clinica do médico Álvaro Hoffmann a toxoplasmose é hoje uma doença comum tratada de forma cotidiana no pré-natal de todas as grávidas e sua transmissão se dar por contato com gatos e aves. De acordo com o médico a toxoplasmose “é transmitida por quaisquer alimentos crus contaminados” pelos cistos do protozoário, presentes nas fezes de alguns animais.

O principal transmissor é o gato (hospedeiro final). Há também a transmissão intra-uterina, quando a gestante contamina o feto: a toxoplasmose congênita; caso preocupante. “Em sua forma mais comum, a doença causa febre, dor de cabeça e surgimento de gânglios. Pode também crescer um pouco o fígado ou o baço. Na forma aguda, pode vir acompanhada de pneumonia e miocardite”, orienta o médico que acrescentou – Os pacientes diagnosticados estão sendo tratados e não há risco de contagio ente humano.

Em todos os casos, o médico Álvaro Hoffmann diz que a melhor forma de tratamento é o preventivo. Procedimentos simples de higiene reduzem drasticamente os riscos de contaminação. Consumir apenas carnes bem cozidas, lavar muito bem frutas, verduras e legumes antes de ingeri-los, evitar a presença de animais domésticos, especialmente gatos, dentro da residência são alguns dos procedimentos básicos.
Os laboratórios de análises clínicas da cidade irão enviar relatório com número de casos e áreas onde vivem os infectados pela doença.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions