Rondônia, quarta-feira, 17 de julho de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Sexta, 25 de Fevereiro de 2011 - 16h17

Para secretário de Jaru, Estado precisa investir mais na saúde

Beto Neves, Jaru


O secretário Municipal de Saúde de Jaru, Iran Cardoso Bilheiro, durante a Audiência Pública realizada na manhã de hoje no auditório da Câmara Municipal de Jaru fez um desabafo: “O Estado não manda recursos suficientes para manutenção dos serviços necessários ao município”.Segundo o secretário, ações que deveriam ser de atribuição do Estado estão sendo cobradas do Município, até sob pena de multa e exemplificou falando de um tipo de leite que deveria ser dado a um paciente da cidade que custa R$ 600 a lata e cujo custo mensal passa dos R$ 2,5 mil. “Existe cadastro desta pessoa no governo federal para a aquisição do alimento especial que é repassado para o Estado, no entanto o órgão competente não compra e nem repassa ao Município para que o faça, e agora querem imputar a multa de R$ 10 mil ao Município”, reclamou e continuou sua fala: “Projetei-me para fazer a parte do Município: porém estou precisando fazer as duas”, desabafou.

Iran frisou também que pediu oficialmente ao Estado um repassasse R$ 40 mil por mês para pagamento de cinco especialistas, entre eles um cardiologista, e nada conseguiu e enfocou que com todas as dificuldades o Município faz ainda de 15 a 20 cirurgias/mês e em muitas delas se faz necessário o tal exame específico do cardiologista, sobretudo em pacientes com idade superior aos 40 anos para que possa ser operado e às vezes precisa ser deslocado para a capital por não ter o especialista.

Conforme declaração de Bilheiro, hoje a folha de pagamento do Município de Jaru consome 85% do seu orçamento e o que sobra é muito pouco para aparelhos equipamentos e remédios. O Estado passa para Jaru apenas R$ 180 mil anuais para manter a saúde, enquanto o Município entra com R$ 8 milhões e o Governo Federal com outros R$ 7 milhões.

Não obstante lembrou que, apesar da fama de que o município encaminha todo mundo para Porto Velho ao invés de tratar na cidade, foram feitos no passado 180 mil atendimentos na cidade e encaminhados 800 pacientes para Porto Velho, um índice de apenas 0,5% de deslocamento para tratamento em relação aos atendimentos no próprio município.

Iran reconhece que apesar do avanço a saúde em Jaru, não atende conforme deveria, mas diz que o município ficou esquecido e espera que o novo governante reveja a situação.

Durante a reunião ele apresentou dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que para cada mil habitantes se faz necessário um médico, o que mostra que Jaru está muito aquém da necessidade. A cidade tem 53 mil habitantes, portanto o necessário seria 53 médicos, ao passo que tem só tem 17 residentes e 19 importados (os que residem em outros municípios e atendem por escala de serviço). Ele falou ainda que a escassez de médicos não é só em Jaru, mas em todo o Estado.

Para ele, uma das alternativas seria a contratação de universitários, acadêmicos em Medicina como estagiários para desafogar a situação.
No final de sua fala o secretário pediu que o Poder Judiciário seja um pouco mais municipalista e ajude a cobrar as atribuições do Estado que não estão sendo cumpridas para a melhoria da saúde da cidade.
O conselheiro de Saúde do município, Francisco Berto pediu a palavra e endossou o que disse o secretário, se colocando, em nome do Conselho, à disposição para iniciar uma severa cobrança ao Estado. “O secretário tem razão, jamais o vi tão lúcido”, disse ao final da reunião.


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/cidades/para-secretario-de-jaru-estado-precisa-investir-mais-na-saude)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions