Rondônia, sábado, 24 de agosto de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Sábado, 24 de Setembro de 2016 - 12h01

Sem local adequado, camelôs ocupam praças há mais de dois anos na capital

Da redação


Sem local adequado, camelôs ocupam praças há mais de dois anos na capital

Confecção, conserto de relógios, sorveterias, lanchonete e muitos outros seguimentos ocupam calçadas e praças de Porto Velho. A falta de um espaço adequado vai deixando a capital de Rondônia cada vez mais feia e bagunçada. São trabalhadores que foram despejados pela enchente de 2014 e que, mais de dois anos depois, ainda não conseguiram de restabelecer. A promessa é a construção de um novo shopping popular para abrigar os permissionários na Rua Euclides da Cunha, mas por enquanto, apenas a sujeira e uma velha estrutura são abrigadas naquele local.

Há pouco mais de uma semana, no último dia 16, os camelôs que ocupam a Praça Jonathas Pedrosa, no Centro de Porto Velho, foram surpreendidos com uma ordem de despejo temporária. Nesse caso, era para própria segurança dos comerciantes, pois a Defesa Civil precisava retirar três árvores que corriam risco de cair.

Os camelôs que precisaram retirar suas mercadorias reclamam do prejuízo financeiro, não só pelos dias sem vender, mas por ter que remontar toda a estrutura após a retirada das árvores. É o caso de Dacilene Chaves. Ela diz que tudo era montado com material frágil. “Se desmonta, não tem como utilizar novamente. Tivemos que comprar madeira, lona, tudo de novo. Sem contar os dias que ficamos sem vender”, lamenta a vendedora.

Vanuza França está na praça Jonathas Pedrosa há dois anos, quando teve que sair do Shopping Popular por causa da enchente, desde então nenhuma providência foi tomada. “Estamos num lugar sem estrutura, sem banheiro, sem higienização, debaixo de lona, pegando sol e chuva. Esperando a boa vontade de quem está no poder para nos levar para um lugar decente e que seja um bom ponto de vendas”, reclama a comerciante.

A comerciante Helen Paula, de 28 anos, que pelo  menos desta vez a prefeitura cumpriu o que prometeu e os ambulantes puderam retornar ao espaço. “Nós ficamos aqui vigiando durante todo o final de semana, acompanhamos a derrubada, e eles cumpriram com o prazo dado por eles. Ainda bem que a gente não teve problemas na hora de voltar com nossas mercadorias”, afirma Helen.

Em outras praças, a reclamação também é geral. Mas, a maioria diz já estar cansado de reclamar e nada mudar.

Para saber que providências o município está tomando para melhorar a situação dos camelôs, a assessoria de comunicação da prefeitura indicou Carlos Eduardo, coordenador de espaço público da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sócioeconômico e Turismo (Semdestur). O  Rondoniagora tentou entrar em contato com Carlos Eduardo, nos últimos dois dias, mas não obteve resultado.


 


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/cidades/sem-local-adequado-camelos-ocupam-pracas-ha-mais-de-dois-anos-na-capital)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions