Rondônia, 18 de junho de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Cenário Político

Marcelo Reis ainda aguarda decisão sobre acordo que só beneficia ele na Justiça

Quinta-feira, 18 Abril de 2024 - 17:02 | Cenário Político


Marcelo Reis ainda aguarda decisão sobre acordo que só beneficia ele na Justiça

Há 14 dias o desembargador Daniel Lagos determinou que o Município opine sobre pedido apresentado pelo vereador Marcelo Reis sobre um acordo que só beneficia ele mesmo e que pode habilitá-lo a disputar as eleições desse ano. Ele foi condenado pela 1ª Vara Cível da Fazenda Pública de Porto Velho em uma ação de improbidade impetrada pelo MP, sobre direcionamento na contratação de uma empresa de publicidade. A sentença foi mantida na íntegra pela 1ª Câmara Especial do TJRO, o que o tornou inelegível.

Confessou

Marcelo Reis confessou a corrupção, pediu perdão e uma nova chance. Como última cartada, novos advogados tentam agora um Acordo de Não Persecução Cível, cabendo ao prefeito Hildon Chaves a decisão. Pela sentença original, ele foi condenado ao ressarcimento integral de R$ 111.477,74, em valores da época, que será atualizado, além do pagamento de multa civil de duas vezes o valor do dano causado; a suspensão dos direitos políticos por oito anos e proibição de contratar com o poder público por 8 anos.

Acordão

Junto a Prefeitura, o vereador pede para pagar o ressarcimento de R$ 111.477,74 e que seja mantida a proibição de contratar com o poder público. Ficaria livre da multa de duas vezes o valor do ressarcimento e ainda poderia concorrer nesse ano. O que mesmo o Município ganharia com essa bondade?

Pastor é melhor que doutor

Sabedores da força da fé, praticamente todo os pré-candidatos à Prefeitura de Porto Velho buscam apoio ou mesmo a presença de pastores nas chapas majoritárias. Nos bastidores correm informações que até mesmo alguns doutores, tido como certos, podem ficar para trás.

Todo mundo atrás dele

Marcelo Reis ainda aguarda decisão sobre acordo que só beneficia ele na JustiçaFiliado no Solidariedade desde o último dia 5, o conselheiro aposentado do Tribunal de Contas, Benedito Alves, vem sendo bastante assediado desde que anunciou disposição de candidatura na Capital.

Benedito Alves tem experiência em gestão pública municipal e estadual, sem contar que passou muitos anos na corte de Contas, além de ser ficha limpa. 

Com a decisão de Fernando Máximo não concorrer, há indicativo de forte apoio do deputado federal para declaração de amplo apoio e mais: poderá ser coordenador de campanha do conselheiro. O fato de serem evangélicos conta bastante. 

Mas não é só. Pelo menos um grande grupo político sondou Benedito, oferecendo a cadeira de vice. Benedito Alves tem repetido que sua pré-candidatura a prefeito é um clamor social para uma gestão com foco em políticas públicas de governança voltadas para a saúde, saneamento básico e educação. Vão ter que correr atrás de outro.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também