Rondoniagora.com

Rondônia, 06 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Eleições

FÁTIMA E NAZIF NÃO VEEM FAVELA EM PORTO VELHO, MAS CIDADE ESTÁ ABANDONADA HÁ 7 ANOS PELA GESTÃO DE SOBRINHO

Quinta-feira, 27 Setembro de 2012 - 15:33 | RONDONIAGORA


FÁTIMA E NAZIF NÃO VEEM FAVELA EM PORTO VELHO, MAS CIDADE ESTÁ ABANDONADA HÁ 7 ANOS PELA GESTÃO DE SOBRINHO

O debate entre prefeituráveis de Porto Velho realizado pela Uniron na noite de ontem, quarta-feira (26), ficou polarizado entre os candidatos Mário Português (PPS), Mauro Nazif (PSB) e Fátima Cleide (PT). Ao falar das péssimas condições de urbanização e falta de infraestrutura da cidade, Mário Português afirmou que “a gente tem uma cidade com quase 500 mil habitantes que na verdade é mais uma favela (...) é uma favela completa”.

Os candidatos Fátima Cleide e Mauro Nazif rechaçaram violentamente a afirmação de adversário. “Em Porto Velho não existe favela”, disse Nazif que teve a “indignação” compartilhada pela ex-companheira de bancada Fátima Cleide.

“É um absurdo meus oponentes tentarem subestimar a inteligência do povo desta cidade quando usam desses artifícios para me atacar. Eu vivo nesta cidade. Aqui construí tudo da minha vida.Minha família, meu patrimônio. Dizer que esta cidade não se parece uma favela é hipocrisia. Esta cidade só vai melhorar quando nós admitirmos que existem problemas a serem resolvidos. Senão, nunca muda”, desabafou Português.

Na manhã desta quinta-feira vídeos com conteúdo xenofóbico invadiram as redes sociais. “Português tem que voltar de onde veio”. “Ele quer transformar nossa cidade em favela”. “Ele chamou portovelhense de favelado”. “Isso é piada de português”.
A assessoria jurídica do candidato, através do advogado Agnaldo Muniz, disse que vai acionar a Justiça na tentativa de coibir a xenofobia. “Temos candidatos que nasceram no Rio de Janeiro, a exemplo de Mauro Nazif e Mariana Carvalho. Temos muitas pessoas de fora boas que ajudaram e ajudam na construção de Porto Velho. Criticar um candidato é normal, mas a xenofobia deve ser combatida”.

Favelas de Porto Velho

Nazif e Fátima Cleide afirmaram durante o debate que em Porto Velho não existem favelas, mas de acordo com o Ministério das Cidades a Capital está inserida no programa de Apoio a Urbanização de Favelas. Foram destinados para Porto Velho R$ 37,8 milhões. O dinheiro deveria ser investido em obras nos bairros Igarapé, Tanques, Pena, Tancredo Neves e Pantanal. O projeto beneficia 2.668 famílias com produção de 528 casas e um parque infantil.


Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News