Rondônia, segunda-feira, 19 de outubro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Eleições

Publicado em Sexta, 09 de Outubro de 2020 - 09h08

Partidos entram com ações contra a Rede Amazônica por problemas no envio da propaganda eleitoral

da Redação


Partidos entram com ações contra a Rede Amazônica por problemas no envio da propaganda eleitoralEmissora se comprometeu a informar nomes das únicas empresas que poderiam receber o material

Duas coligações de Porto Velho recorreram à Justiça Eleitoral para garantirem a veiculação da propaganda eleitoral a partir desta sexta-feira. O problema é que a emissora que se prontificou a realizar a transmissão, a Rede Amazônica, alegou que somente poderia receber o material via provedores autorizados pela Rede Globo. A principal dificuldade foi narrada ao juiz da 2ª Zona Eleitoral, Arlen José Silva, era sobre os altos custos, mas o assunto foi encerrado e houve a manutenção do que era exigido pelo executivo da emissora, ficando responsável por encaminhar o nome das empresas credenciadas a receber material.

Já a partir desta quinta-feira as coligações começaram a enfrentar novos grandes problemas. O primeiro é que a Rede Amazônica não encaminhou à Justiça os nomes dos provedores. Partidos e coligações tiveram que descobrir quais seriam essas empresas e iniciaram negociações de alto custo. Outra dificuldade é que os provedores não conseguiam encaminhar os programas para a Rede Globo devido ao congestionamento do sistema.

Uma das representações encaminhadas à Justiça Eleitoral é da Coligação “Do Povo Para o Povo”, que tem como candidato Eyder Brasil (PSL). E a ação é justamente porque a Rede Amazônica não apresentou os nomes das únicas empresas que podem encaminhar a propaganda eleitoral. A Coligação pediu ao juiz eleitoral para determinar que a emissora receba o material da forma convencional, em pen-drive ou DVD.

Já o pedido da Coligação "O Trabalho Continua", de Hildon Chaves (PSDB) enumera uma série de dificuldades, conversas com a área técnica, executivos e até advogados da Rede Amazônica, que chegaram a informar ao advogado da Coligação para procurar resolver a questão no Judiciário.

A Coligação explica que conseguiu os nomes dos provedores com terceiros, uma vez que a Rede Amazônica não apresentou à 2ª Zona Eleitoral. Após contatos emergenciais, acabou contratando uma empresa por R$ 12.600 para envio dos primeiros programas, mas logo em seguida começaram os problemas de ordem técnicas porque o provedor não conseguia enviar os programas para a sede da Rede Amazônica em Manaus. A alegação era que os servidores da Globo ou IPs estavam congestionados com um grande número de envio de dados.

O pedido da Coligação de Hildon é praticamente o mesmo dos partidos que defendem Eyder: que a Rede Amazônica em Porto Velho receba a propaganda através de mídias tradicionais, como pen-drive ou DVD, principalmente pelo fato de que os programas para o final de semana com feriado prolongado devam ser encaminhados até esta sexta-feira.

Inserções não entraram

Por esse problema, nenhuma inserção de partidos políticos foi divulgada pela TV Rondônia durante esta sexta-feira. No horário destinado à propaganda a emissora está substituindo por vinhetas da Justiça Eleitoral.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions