Rondoniagora.com

Rondônia, 01 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Devastação cresceu 133% em agosto, revelam satélites do INPE

Segunda-feira, 13 Outubro de 2008 - 11:05 | Agência Senado


De acordo com o mais recente relatório do Sistema de Detecção em Tempo Real (Deter) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento na Amazônia em agosto foi 133% maior que em julho. Os alertas, obtidos por fotos de satélites, registraram 756km² de novas áreas desmatadas, contra 323km² em julho.

A taxa anual de desmatamento, medida pelo Programa de Cálculo do Desflorestamento da Amazônia (Prodes), deve ser divulgada até o fim do ano. O número reflete os novos desmatamentos verificados pelo Deter entre agosto de 2007 e julho de 2008. No período, o desmate chegou a 8,1 mil km², 64% maior que nos 12 meses anteriores.

Os técnicos responsáveis pelo relatório destacam que a grande concentração de nuvens sobre os estados da Amazônia Legal no período da pesquisa impediu que fossem "monitorados adequadamente" 26% da área, principalmente no Amapá e em Roraima. Pelo terceiro mês consecutivo, o Pará foi indicado como o estado com maior devastação (435,27km², ou 57% do total), seguido de Mato Grosso e Rondônia.

A taxa anual de desmatamento, medida pelo Programa de Cálculo do Desflorestamento da Amazônia (Prodes), deve ser divulgada até o fim do ano. O número reflete os novos desmatamentos verificados pelo Deter entre agosto de 2007 e julho de 2008. No período, o desmate chegou a 8,1 mil km², 64% maior que nos 12 meses anteriores.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News