Rondoniagora.com

Rondônia, 01 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

MEC inclui trabalho de aluno de pós da UNIR em banco internacional

Terça-feira, 24 Março de 2009 - 14:36 | UNIR


A monografia “O Uso do Software Plotweigly: Concepções Históricas e Práticas” do aluno Hailton César Alves dos Reis, do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Educação Matemática, do Campus de Ji-Paraná, da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), foi selecionada para integrar o Banco Internacional de Recursos Multimídia do Ministério de Educação (MEC).

Ao final do seu trabalho, Hailton reconhece que “um esforço considerável por parte do Governo Federal e de Rondônia (com o ‘Projeto Alvorada’) foi feito no sentido de possibilitar que em cada escola do Estado exista pelo menos um laboratório de informática ativo”. Adverte, no entanto, que, como procurou demonstrar na sua monografia “o computador/software nada mais é do que uma ferramenta a ser inserida no contexto escolar. É necessário um planejamento pedagógico aliado a profissionais da área de tecnologia da informação para que seja possível transformar um laboratório de informática em mais salas de aulas informatizadas”, conclui.

O Banco Internacional de Recursos Multimídia do MEC é um repositório de materiais pedagógicos digitais, tais como vídeos, jogos educacionais, animações, simulações, imagens, mapas interativos, entre outros, todos de acesso livre e gratuito. Os materiais publicados neste Banco Internacional estão disponíveis para visualização e download a toda a comunidade educacional do Brasil (desde a infantil até ensino superior, nas mais diversas áreas do conhecimento) e demais países interessados em acessá-los. Tal iniciativa integra-se às políticas da Rede Latino-americana de Portais Educacionais (RELPE) e à Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), parceiros do MEC.

Ao final do seu trabalho, Hailton reconhece que “um esforço considerável por parte do Governo Federal e de Rondônia (com o ‘Projeto Alvorada’) foi feito no sentido de possibilitar que em cada escola do Estado exista pelo menos um laboratório de informática ativo”. Adverte, no entanto, que, como procurou demonstrar na sua monografia “o computador/software nada mais é do que uma ferramenta a ser inserida no contexto escolar. É necessário um planejamento pedagógico aliado a profissionais da área de tecnologia da informação para que seja possível transformar um laboratório de informática em mais salas de aulas informatizadas”, conclui.

Hailton graduou-se em Matemática pela UNIR de Ji-Paraná em 2005. Atualmente, ele é servidor do Campus de Ji-Paraná e cursa Direito na UNIR de Cacoal. Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News