Rondônia, 05 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Geral

Moradores da Zona Sul colocam grades nas portas devido a onda de assaltos

Comerciantes tem horário certo para manter portas abertas. Outros só atendem através das grades.

Sábado, 17 Dezembro de 2016 - 08:38 | da Redação


Moradores da Zona Sul colocam grades nas portas devido a onda de assaltos
Moradores se trancam por medo de assaltos (Foto: Francisco Abreu/Rondoniagora)

Com uma constante onda de assaltos no Conjunto Guaporé e adjacências, na Zona Sul de Porto Velho, a sensação de insegurança dos moradores é notável ao andar pelas ruas locais. A medida de segurança mais adotada pelos comércios é a instalação de grades e cadeados nas portas, a fim de evitar prejuízos com a ação dos bandidos.



Dona Vera Souza é cabeleireira e proprietária de um salão de beleza no bairro, mas os primeiros contatos com os clientes no estabelecimento também são feitos através das grades. “Pelo menos dá tempo de correr, sem que eles já venham entrando e rendendo a gente. O cadeado fica o tempo todo fechado. E só abro a grade para pessoas já conhecidas ou que percebo não ser suspeita”, diz a profissional.

“O mercado fica aberto até às 21h30, mas quando dá 19h30 eu já fecho as grades e só atendo com elas fechadas. Não dá mais para confiar. Viatura passa aí de vez em quando, mas a falta de iluminação pública também não ajuda”, reclama Odair. O comerciante revela que já oficializou pedido de providência junto à prefeitura para a troca das lâmpadas quebradas e que não funcionam, mas há quatro meses aguarda o serviço e nada foi feito. “Eu pago R$ 39 de taxa de iluminação pública, mas eles não cumprem com o dever deles”, completa.

Dona Vera Souza é cabeleireira e proprietária de um salão de beleza no bairro, mas os primeiros contatos com os clientes no estabelecimento também são feitos através das grades. “Pelo menos dá tempo de correr, sem que eles já venham entrando e rendendo a gente. O cadeado fica o tempo todo fechado. E só abro a grade para pessoas já conhecidas ou que percebo não ser suspeita”, diz a profissional.

Vera lembra que esta semana um casal armado e de moto abordou e roubou três moradores que andavam pela rua em plena luz do dia. “A coisa é descarada mesmo, é preciso que haja alguma atitude das autoridades para conter essa onda de violência”, avalia a cabeleireira.

A manicure Jô Fernandes revela que há aproximadamente um mês também passou por uma situação de terror. “Eu estava andando a caminho do salão, apenas com a minha sacola na mão, quando um ‘cara’ de moto parou e anunciou o assalto. A minha reação foi correr, fiquei desesperada, ainda bem que ele não estava armado”, lembra.

O comerciante Odair José deposita a esperança de que a cidade pode se tornar melhor após o início da nova gestão municipal, a partir de 2017. “Tomara que o novo prefeito trabalhe e cobre as autoridades policiais para garantir mais segurança e tranquilidade para a periferia também. Vamos ver se dá uma melhorada nas condições da gente aqui”, declara.

Moradores da Zona Sul colocam grades nas portas devido a onda de assaltos
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também