Rondoniagora.com

Rondônia, 28 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Onde a Lei funciona: No Acre, PF desencadeia operação para prender quem faz queimadas

Segunda-feira, 23 Agosto de 2010 - 15:13 | O RIO BRANCO


A Polícia Federal juntamente com o IMAC, o IBAMA e com o apoio da Operação Sentinela deflagrou a terceira etapa da Operação Floresta Viva. A operação consiste em várias ações operacionais à procura de focos de incêndio e situações de flagrante delito de uso de fogo. O objetivo principal é identificar, autuar e prender os indivíduos que cometem ou cometeram delitos ambientais, especificamente, os incêndios criminosos.

A região Amazônica, por sua diversidade biológica, sua grande fonte de recursos naturais e por representar um ecossistema sensível ao equilíbrio do planeta é sistemática e constantemente monitorada através de imagens de sensoriamento remoto e técnicas de Processamento Digital com o intuito de observar os incrementos nas áreas de desmate e queimadas.

A Polícia Federal em parceria com o IBAMA e com o Governo do Estado através do IMAC vem executando a identificação dessas áreas e efetuando as sanções cabíveis para que sirvam de forma punitiva e educativa com o objetivo de prevenir os desflorestamentos e as queimadas ilegais.

Desde o dia 21/08 (sábado), equipes compostas de Policiais Federais, Fiscais do IBAMA, do IMAC e a Força Nacional trabalham diuturnamente em busca de queimadas ilegais e seus autores. As equipes percorrem dezenas de quilômetros por terra e pelo ar utilizando o helicóptero do Governo do Acre.

“O estado de alerta emitido pelo Governo do Acre devido à espessa cobertura de fumaça na capital e no interior causada pelos incêndios representou um fator decisivo para que estas medidas de repressão fossem tomadas”, afirma o Delegado Harry Fábio Taveira, chefe da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente no Acre. “Além da questão puramente criminal, a fumaça das queimadas representam um caso de saúde pública”, complementou o delegado.

Paralelamente às ações repressivas, a Operação Floresta Viva nesta sua terceira fase incluiu uma extensa agenda de palestras educativas e orientação aos moradores dos projetos de assentamento em nosso estado. A parceria da Polícia Federal com o INCRA com o Governo do Estado do Acre e também o IBAMA vêm dando frutos positivos no combate às queimadas nna avaliação do Delegado Harry.

Nos primeiros dois dias de trabalho foram realizadas 15 autuações e 26 notificações além da averiguação de cerca de 100 focos de calor detectados pelo SIPAM (Sistema de Proteção da Amazônia).

Desmatamento e queimadas são enquadrados como crimes ambientais e podem resultar em penas de até 4 anos de prisão. As atividades da Operação Floresta Viva III devem se estender enquanto durar o Estado de Alerta decretado pelo Governo local. Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News