Rondônia, 18 de junho de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Geral

Professores do sistema educacional de Porto Velho são capacitados em técnicas de primeiros socorros

Terça-feira, 21 Maio de 2024 - 08:50 | SMC


Professores do sistema educacional de Porto Velho são capacitados em técnicas de primeiros socorros

Cerca de 50 profissionais da rede municipal de educação de Porto Velho participaram de um curso de formação em técnicas de primeiros socorros, em atenção ao que determina a Lei nº 13.722/2018, também conhecida como Lei Lucas. O curso foi realizado nos dias 16 e 17 de maio, no Centro dos Profissionais de Educação (Teatro Banzeiros).

“É uma ação da Semusa junto com a Semed, idealizada por dois médicos, o Dr. Reginaldo Lourenço e Dra. Pâmela, que são pediatras, e é super importante, porque reúne profissionais de todas as escolas municipais, para que eles tenham essa formação em primeiros socorros, a fim de que possa haver multiplicação dentro das nossas unidades de ensino”, disse a titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Gláucia Negreiros.

O objetivo da capacitação é prevenir qualquer situação que necessite de uma ação de emergência, e com os cuidados que vão proteger a saúde tanto de estudantes quanto de profissionais que atuam nas escolas.

Gláucia destaca a importância de colocar a lei em prática, já que poucos municípios brasileiros estão tendo esse cuidado. “A gente começa a estabelecer não só a prática da lei, que trata sobre os primeiros socorros para engasgos, mas também para outras necessidades, para que a gente possa fazer a prevenção”, acrescentou a secretária.

Ela ressalta que atender situações de urgência e emergência não é uma competência de profissionais da educação, “mas que a gente precisa estimular, já que na escola a criança precisa estar em um ambiente seguro. E os nossos profissionais precisam estar preparados para qualquer ação”.

ALVO

O intuito é capacitar professores de toda a rede municipal. Já foram capacitados mais de 300 profissionais da educação e haverá outros cursos no segundo semestre com objetivo de atender pelo menos a 50% dos educadores. Além disso, o curso passará a fazer parte da Semana Pedagógica dos Professores e do Congresso Municipal de Educação, para que todos possam ter essa formação.

“Nesse curso a gente orienta e mostra quais as situações que podem levar a morte de uma criança, quando acionar o Samu, os Bombeiros, quando acionar a família, como fazer a parte prática, como fazer a reanimação cardiopulmonar, manobra de desengasgo, como atuar numa situação de convulsão, de desmaio, de traumas ou de fraturas”, disse Reginaldo Lourenço.

Os médicos que se prontificaram junto à Semusa e à Semed para realizar o curso, contam com toda uma estrutura para o ensino na prática, inclusive bonecos e pessoas para simular as situações que exigem realizar as manobras necessárias para salvar vidas no ambiente escolar ou em qualquer outro lugar.

LEI

Criada com o objetivo de proteger crianças do ensino infantil e educação básica, a Lei Lucas foi sancionada em 2018, para garantir atendimento no ambiente escolar em caso de acidentes ou engasgos. A lei foi criada depois que Lucas Begalli, de apenas 10 anos, morreu durante uma excursão da escola ao se engasgar com um pedaço de salsicha de cachorro quente.

Por conta disso, a lei obriga professores e funcionários de escolas públicas e privadas a receberem capacitação em Primeiros Socorros.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também