Rondônia, quarta-feira, 3 de junho de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Quinta, 23 de Abril de 2020 - 13h47

Sobe para 58 o número de servidores infectados no João Paulo II; secretário explica aluguel do Prontocordis

da Redação


Sobe para 58 o número de servidores infectados no João Paulo II; secretário explica aluguel do Prontocordis

O número de profissionais da saúde infectados com Coronavírus que atuam no Pronto Socorro João Paulo II de Porto Velho, chegou a 58, segundo informou o secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo, durante coletiva realizada na manhã desta quinta-feira (23). Ele também confirmou informação exclusiva sobre a contratação de leitos clínicos e UTI no Hospital do Coração de Rondônia, o Prontocordis, por três meses.

Segundo o boletim parcial divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) nesta manhã, os números de casos confirmados com Covid-19 em Rondônia chegaram a 250, sendo que há 18 paciente internados. Outros 14 pacientes estão internados no Cemetron, sendo quatro na UTI.

Ainda segundo o boletim, em Cacoal, dois pacientes precisaram ser internados, sendo que um está na UTI. No município de Ariquemes, dois estão internados. Os dados atualizados de Porto Velho devem sair no final do dia, segundo a Sesau.

Sobre os casos de servidores do Hospital João Paulo II infectados, o secretário informou que outros 13 funcionários testaram positivo para Covid-19. Fernando Máximo disse que mais de 200 trabalhadores da área da saúde já realizaram o teste para a doença, sendo que 75 apresentaram resultado negativo e retornaram ao trabalho. Outros 35 servidores estão aguardando o resultado do exame.

Ariquemes

Com relação ao elevado número de casos de Covid-19 confirmados no município de Ariquemes, que chegaram a 39 no último boletim atualizado, o secretário informou que ainda está sendo apurado o que pode ter contribuído para o aumento, mas segundo as informações levantadas pela Polícia, um dos fatores que podem ter contribuído foram as festas que aconteceram na Capital, onde pessoas de Ariquemes participaram. “Mas nós vamos aguardar as investigações serem finalizadas para poder afirmar algo”, disse Fernando Máximo.

Pico

Questionado se há uma data provável do pico de Coronavírus em Rondônia, Fernando Máximo disse que é algo difícil prever, mas ressalta que as projeções feitas por pesquisadores para março e abril, onde os casos iriam aumentar consideravelmente não se concretizaram. “Os estudos não são fácies de fazer, mas graças a Deus que essas projeções feitas para Rondônia não se concretizaram”, ressaltou.

O secretário disse ainda, que nos próximos dias o governador, Marcos Rocha, deve se pronunciar sobre o que ficou decidido referente ao retorno dos servidores públicos ao trabalho e a volta as aulas da rede estadual.

Locação de leitos clínicos e UTI

Durante e coletiva, Fernando Máximo disse que todos os hospitais de Porto Velho foram convidados a participarem do processo de contratação. “Alguns mandaram suas propostas e outros não tiveram interesse. Dos que mandaram, o Prontocordis foi o que ofereceu o menor valor e por isso homologamos um termo de dispensa de licitação. O contrato será assinado em breve. Tudo está sendo com clareza e disponível para consulta no Portal da Transparência”, disse o secretário.

O secretário explicou que foi contratada toda a estrutura nova do hospital, exclusiva para Covid-19. “As experiências internacionais mostraram que os hospitais que misturam os pacientes positivados com os demais, acabam facilitando a contaminação e por isso tivemos esse cuidado”, diz.

No total, são 50 leitos clínicos e uma UTI de auto padrão com mais 12 leitos. Nesse contrato, estão inclusos medicamentos, insumos e conta com mais de 170 profissionais entre médicos de várias especialidades, enfermeiros, técnicos em enfermagem, técnicos em laboratórios, fisioterapeutas e psicólogos.

Também estão incluídos no contrato exames de laboratório completo, tomografia computadorizada, radiografia, ultrassonografia, hemodiálise. “Tudo isso é o tratamento completo do paciente, caso seja necessário”, explicou Fernando Máximo.

Ainda segundo o secretário, o número de pacientes confirmados com Coronavírus aumentou em quase 60% em Rondônia e por isso o Estado tem que se preparar. “Está subindo muito rápido o número de pacientes internados. Com essa contratação, nós estamos fazendo uma precaução, nos preparando para o que pode acontecer nos próximos dias”, finalizou.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions