Rondônia, 04 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Geral

Sobrinho tenta minimizar benefício do convênio, mas esquece do apoio à Policlínica Gondim

Terça-feira, 18 Março de 2008 - 11:38 | RONDONIAGORA.COM


Sobrinho tenta minimizar benefício do convênio, mas esquece do apoio à Policlínica Gondim
O prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho (PT), não encarou o convênio do transporte escolar como mais um benefício para a Capital, mas como obrigação do Governo para com os alunos do Estado atendidos pelo município. Os R$ 1,1 milhão liberados através de convênio, segundo Sobrinho, servirá apenas para custear o transporte da cota de estudantes do Estado. Na realidade, o prefeito quis dizer que quem deveria fazer o serviço era o Governo e que não se tratava de nenhum incentivo ou apoio, mas tão meramente obrigação. Pelo menos foi o tom do prefeito durante as entrevistas à imprensa na residência oficial do governador Ivo Cassol. Diz ele que gasta com o transporte escolar R$ 6 milhões. O prefeito Roberto Sobrinho esqueceu de um detalhe: a policlínica Osvaldo Gondim é responsabilidade da prefeitura, mas o Governo assinou mais um Termo Aditivo repassando recursos para a conclusão das obras de reforma. O prefeito também se irritou com a pergunta de jornalistas sobre a propaganda oficial do município veiculada na TV e no rádio sobre o PAC da água tratada. Na mensagem, os publicitários deixam a entender que os recursos são da Prefeitura de Porto Velho. Em outras palavras, é uma obra da gestão Roberto Sobrinho, quando na verdade é recurso da União, que depende de contrapartida do Governo do Estado. A Companhia de Água e Esgotos de Rondônia (CAERD) é responsável pelo projeto. Tanto é que o prefeito assinou documento repassando a concessão da Capital para a companhia.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também