Rondônia, 21 de abril de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Nacional

Deputado federal, conselheiro do Tribunal de Contas e ex-chefe da Polícia do Rio são presos pelo assassinato da ex-vereadora Marielle Franco

Domingo, 24 Março de 2024 - 07:06 | Redação


Deputado federal, conselheiro do Tribunal de Contas e ex-chefe da Polícia do Rio são presos pelo assassinato da ex-vereadora Marielle Franco

Uma operação conjunta da Procuradoria Geral da República, do Ministério Público do Rio de Janeiro e da Polícia Federal prendeu neste domingo (24) três suspeitos de serem os mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco, em março de 2018. Os mandados foram determinados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A operação leva o nome de Murder Inc.

Foram presos os irmãos Domingos Brazão, atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Chiquinho Brazão, deputado federal do Rio de Janeiro, e Rivaldo Barbosa, ex-chefe de Polícia Civil do Rio.

Além das três prisões neste domingo, foram expedidos 12 mandados de busca e apreensão na sede da Polícia Civil do Rio e no Tribunal de Contas do Estado. Os agentes apreenderam documentos e levaram eletrônicos para perícia. 

Os investigadores ainda trabalham para definir a motivação do crime. Do que já se sabe, o motivo tem a ver com a expansão territorial da milícia no Rio.

Os investigadores decidiram fazer a operação no início deste domingo para surpreender os suspeitos. Informações da inteligência da polícia indicava que eles já estavam em alerta nos últimos dias, após o Supremo Tribunal Federal (STF) homologar a delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa.

Ao aceitar o acordo de colaboração com a PF, Lessa apontou quem eram os mandantes e também indicou a motivação do crime.

Lessa está preso desde 2019, sob acusação de ser um dos executores do crime.

Os mandantes, segundo o ex-PM, integram um grupo político poderoso no Rio com vários interesses em diversos setores do Estado. O ex-PM deu detalhes de encontros com eles e indícios sobre as motivações.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também