Rondônia, 01 de março de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Negócios

Paraense Rayanne dos Santos fará estreia no UFC em Las Vegas

Quinta-feira, 30 Novembro de 2023 - 08:51 | Redação


Paraense Rayanne dos Santos fará estreia no UFC em Las Vegas
Imagem de viarprodesign no Freepik

A paraense Rayanne dos Santos fará sua estreia no Ultimate Fight Championship (UFC) no dia 9 de dezembro, em las Vegas, EUA, lutando contra Talita Alencar. A partida será transmitida pelas redes sociais, e acontecerá no período da noite, ainda sem horário definido.

Após o retorno de Deiveson Figueiredo ao octógono, essa é outra novidade no cenário brasileiro, com nomes que prometem para a temporada de 2024.

Mesmo com pouco tempo de organização, Rayanne dos Santos já conseguirá subir contra um nome de peso, disputando na categoria peso palha feminino.

Em suas redes sociais, a paraense postou que foi chamada de última hora, mas estava pronta e contava com o apoio de todos nesse momento. Seus seguidores também publicaram no anúncio e se surpreenderam com a notícia, apesar de torcer pela estreante.

Com apenas 27 anos, Rayanne dos Santos já passou por outras categorias do MMA e agora segue mais um passo para realizar seu sonho de lutar no principal cenário, já que ela começa em Las Vegas, e pode atrair a atenção de patrocinadores.

Categorias femininas

A paraense começará representando no peso palha feminino, o primeiro da competição, para mulheres de até 52 kg. No entanto, o Ultimate Fighting Championship possui quatro categorias de peso. 

Além do palha, que inclui grandes lutadoras como Joanna Jedrzejczyk e Zhang Weili, também possui o peso Mosca, Galo e Pena.

Na modalidade mosca, o peso é até 56,7 kg, com nomes como Valentina Shevchenko representando a divisão. Enquanto isso, o formato galo costuma ser o mais famoso, aceitando até 61,2 kg e tendo Amanda Nunes como principal representante brasileira.

Por fim, para atletas que desejam construir uma carreira no UFC, é preciso vender no peso Pena, com até 65,8 kg. Alguns nomes que representam a divisão são Cris Cyborg e Megan Anderson.

A competidora de Rayanne dos Santos é Talita Alencar, uma lutadora brasileira da ala dos veteranos que compete apenas na categoria peso palha, tendo estatura de 1,55 metros e peso de 52 quilogramas. Com 33 anos, já possui certa experiência no octógono.

Afiliada à American Combat Gym, Talita encontrou apoio e treinamento no grupo desde 2017, quando conquistou o título mundial de jiu-jitsu e passou a se arriscar no UFC. Atualmente, ela possui uma posição estratégica e alcance de 1,49 metros.

Sua última luta foi contra Stephanie Luciano, com quem empatou. Agora, aguarda a luta contra Rayanne dos Santos para marcar seu retorno.

Por ser mais experiente, possui mais apostas no UFC do que sua rival estreante. No entanto, alguns acompanhantes do cenário também estão torcendo pela paraense em sua primeira competição oficial, e ela promete se destacar na categoria.

Norte dominando o UFC

Além disso, outros destaques mostram como o Norte do Brasil está dominando o UFC, especialmente nas últimas semanas.

A estreia de Rayanne dos Santos veio acompanhada de outra novidade no cenário, dessa vez masculino.

Rafael 'Macapá' Estevam, que estava no aguardo da sua primeira luta, também fez a sua estreia no Ultimate Fighting Championship.

Ele foi convocado em Las Vegas 82 na segunda semana de novembro, em um sábado, e conseguiu sair vitorioso. Apesar de não ter sido um nocaute, foi uma decisão unânime dos juízes.

Seu adversário foi o americano Charles Johnson, na categoria peso-mosca, sendo a primeira vitória internacional. Agora, o amapaense segue invicto na carreira, com um cartel de 12 sucessos.

Assim como Rayanne dos Santos, ele também apresentou domínio do jiu-jitsu no tatame nos primeiros rounds. No entanto, Macapá ficou cansado após a terceira rodada, sem conseguir partir para o nocaute, visto que o americano conseguiu se defender das investidas do brasileiro.

Contudo, obteve um resultado positivo, e, agora, o cenário também espera outra grande estreia internacional no cenário feminino.

Essa representação do Norte do Brasil no UFC traz destaques positivos e investimentos para o esporte, além de aumentar o número de atletas no rol de campeões em várias categorias.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também