Rondônia, 17 de junho de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Polícia

Avó que oferecia netas para programas sexuais está foragida; empresário foi preso durante operação

Sábado, 25 Março de 2023 - 09:26 | Redação


Avó que oferecia netas para programas sexuais está foragida; empresário foi preso durante operação

A Polícia Civil está à procura da foragida Maria R.D.O., 47 anos, acusada de agenciar para prostituição, as próprias netas, de 10 e 13 anos, no município de Machadinho do Oeste. As vítimas eram obrigadas a manter relações sexuais com homens mais velhos.

A mulher teve a prisão decretada pela justiça, mas não foi localizada durante a Operação Devadasi, deflagrada na sexta-feira (24). 

Conforme apurado pelo RONDONIAGORA, Maria R. era proprietária de um bar, que fica na frente de sua residência. Era no estabelecimento comercial que a criminosa usava as netas para chamar atenção de homens.

Um dos clientes, era o dono de uma madeireira da região, que abusava sexualmente das crianças, mesmo sabendo que as vítimas eram menores de idade. Ele foi preso na operação.

A Polícia apurou que esse empresário, parava o carro em frente ao bar, buzinava, e uma das crianças era obrigada, mesmo chorando, ir até o encontro desse homem. As duas foram abusadas por ele.

A criminosa cobrava, dependendo do “cliente”, de R$ 60 a R$ 150, pelos abusos praticados contra as duas netas. Ela tirava seu sustendo com o dinheiro cobrado pelos crimes praticados contra suas próprias netas.

Os abusos aconteciam em vários lugares, na própria casa de Maria R., onde os vizinhos ouviam os gritos e choros das crianças, no bar, ou nos locais que os abusadores levaram as vítimas.

Com o avanço das investigações, os policiais conseguiram identificar alguns dos criminosos que abusaram das vítimas, com o consentimento de Maria R. 

Pelo menos 7 dos abusadores foram colocados atrás das grades, faltando apenas o alvo principal, Maria R., que é considerada foragida.

As duas crianças, vítimas dos abusos, foram levadas para a casa de familiares, e serão acompanhadas pelos órgãos competentes.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também