Rondônia, 18 de junho de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Polícia

HOMEM ACUSADO DE MATAR JOVEM NAIARA KARINE SENTA NO BANCO DOS RÉUS

Quinta-feira, 27 Março de 2014 - 09:00 | RONDONIAGORA


HOMEM ACUSADO DE MATAR JOVEM NAIARA KARINE SENTA NO BANCO DOS RÉUS
A Justiça de Rondônia inicia nesta quinta-feira o julgamento de um dos acusados de ter estuprado e matado a jovem estudante Naiara Karine da Costa, em janeiro do ano passado. Marco Antônio Chaves da Silva, que confessou o estupro, senta nos banco dos réus alegando que não a matou, mas a fragilidade de suas alegações devem leva-lo a condenação. Quando foi preso assumiu o estupro e indicou a participação de vários outros homens. O julgamento acontece no 1º plenário do Tribunal do Júri de Porto Velho.
Um dos responsáveis pelas investigações, o delegado Nestor Romanzini, disse à época não ter dúvidas sobre o acusado. “Tivemos absoluta certeza da presença dele [Marco Antônio] no local do crime, assim como a participação tanto no estupro como homicídio triplamente qualificado”.
Segundo consta na denúncia, no dia 24 de janeiro de 2013, nas proximidades da Estrada da Penal, na Capital, ele teria utilizado de "meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, para estuprá-la e matá-la com golpes de arma branca". De acordo com o que foi apurado, "o réu teria abordado a acadêmica em via pública, quando esta retornava para sua casa vindo de uma autoescola, e obrigado a subir em sua motocicleta”. Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também

VÍDEO: HOMEM PRESO NESTA TERÇA-FEIRA ASSUME ESTUPRO, MAS NEGA ASSASSINATO DA JOVEM NAIARA

Para a Polícia Civil não há mais dúvidas: Marcos Antônio Chaves, preso nesta terça-feira é mesmo o autor dos crimes de estupro e assassinato contra...

ACUSADO PELA MORTE DA JOVEM NAIARA CONDENADO A 24 ANOS DE PRISÃO; Veja decisão

Marco Antônio Chaves da Silva, um dos principais acusados do assassinato da jovem estudante Naiara Karine da Costa Freitas, foi condenado a 24 anos...

DIRETOR-GERAL DE POLÍCIA NEGA NOVA PRISÃO NO CASO NAIARA

“Não procede. A senhora Jaqueline Cassol foi ouvida como testemunha na última semana e por ser empregadora da jovem morta”, garantiu o delegado rondoniense.