Rondônia, quarta-feira, 30 de setembro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Sexta, 16 de Dezembro de 2016 - 09h13

Menor que ajudou a matar gerente do Sicoob é punido com medida socioeducativa de três anos

da Redação


Menor que ajudou a matar gerente do Sicoob é punido com medida socioeducativa de três anosJoão Victor Doenha e Ronaldo Simões também participaram do crime

O adolescente de 15 anos de idade, que ajudou a matar um gerente do banco Sicoob de Ouro Preto do Oeste, foi condenado foi julgado na última quinta-feira (15) pela Vara da Infância e da Juventude da Comarca do município e condenado a pena máxima prevista pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que poderá durar até três anos. Ele confessou a participação na morte do contador e gerente do banco Sicoob Gleysson Batista Campos afirmando que acertou ao menos cinco pedradas na cabeça da vítima.


A sentença de internação provisória foi determinada pelo juiz João Valério Silva Neto, titular da Vara. Na mesma audiência foram ouvidos também o Mister Teen Rondônia 2015 João Victor Doenha de Souza, 18 anos, que mantinha um relacionamento amoroso com a vítima e teria planejado a morte, e Ronaldo Simões, de 22 anos, que também participou do crime.

Após a audiência, o menor foi levado ao Centro de Atendimento Socioeducativo Ji-Paraná onde irá permanecer internado. De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, os menores de 18 anos são “penalmente inimputáveis”, ou seja, não podem responder criminalmente por seus atos infracionais e ele vai cumprir medida socioeducativa, sendo avaliado a cada seis meses.

Já João Victor Doenha e Ronaldo Simões foram levados de volta para a Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste, e irão, juntamente com Maikssuel de Jesus, aguardar o pronunciamento da Justiça Criminal.

O advogado de João Victor, Odair José da Silva, explicou que seu cliente e Ronaldo Simões foram levados ao fórum para o julgamento do menor porque quando o Ministério Público ofereceu a denúncia contra, Maikssuel de Jesus ainda não havia sido citado e preso.

Para o advogado, a decisão do juiz reforça o que seu cliente sustenta desde o começo, que a intenção não era para matar e sim de dar uma surra e espancar, mas a partir da agressão quase que letal dos golpes com a pedra de 12 quilos, desferidas pelo menor, gerou os fatos seguintes e a morte bárbara da vítima. “A situação do menor já foi determinada na Vara da Infância e da Juventude, agora vamos trabalhar a defesa do nosso cliente na Vara Criminal onde vai tramitar o processo”, concluiu o advogado Odair José.

O crime
Gleysson Batista Campos foi morto na madrugada de 27 de novembro. Ele foi encontrado degolado em uma ribanceira do Morro Chico Mendes. João Victor Doenha de Souza e Ronaldo Simões da Costa roubaram o carro da vítima e foram presos em Nova Mamoré. Eles confessaram o crime. João Victor mantinha um relacionamento amoroso com a vítima e planejou, segundo ele, uma vingança por conta de uma ex-namorada. Ele convidou Ronaldo que chamou o adolescente e Maikssuel.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions