Rondônia, 22 de junho de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Polícia

Operação da Polícia Civil prende membros de facção envolvidos em assassinato de socioeducador

Terça-feira, 28 Março de 2023 - 07:56 | Redação


Operação da Polícia Civil prende membros de facção envolvidos em assassinato de socioeducador

A 1ª Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes Contra a Vida (1ª DERCCV), deflagrou na manhã desta terça-feira(28) a Operação Atrox, para prender envolvidos no assassinato do socioeducador Otacílio Ramos Guimarães Filho.

O corpo da vítima foi encontrado no dia 13 de fevereiro, no bairro Ulisses Guimarães, na capital, com 7 golpes de terçado no rosto, com pescoço à amostra e o corpo parcialmente queimado. 

O trabalho dos agentes do Serviço de Investigação e Capturas – SEVIC da resultou na indicação do envolvimento de pelo 6 pessoas na conduta criminosa. Eles foram identificados como: E.C.F. (37 anos) o mandante e R.F.C.N. (23  anos), vulgo Pesadelo, mesmo criminoso que atirou contra o prédio da Unisp Leste e já foi morto em confronto com a PM. Outro envolvido é F.dos A. S. J. (25 anos), vulgo China, A.F. dos S. (18 anos), o Afroex,  J. de O. P. (28 anos) e um menor de 17 anos. Os policiais apuraram ainda que os autores são faccionados de uma mesma organização criminosa.

A 1ª DERCV trabalha com duas hipóteses de linha para a motivação para o crime. A primeira em razão da profissão de Otácílio, socioeducador da Secretaria de Justiças - SEJUS. A segunda é uma situação de caráter pessoal, passional, por traição. 

A delegada Leisaloma Carvalho presidiu as investigações e representou pelo mandado de prisão temporária de quatros suspeitos e busca em 13 endereços. As medidas cautelares visam a obtenção de provas para auxiliarem a esclarecer totalmente a conduta criminosa e sua motivação. 

Na manhã desta terça-feira (28/03), aproximadamente 80 policiais civis participaram da Operação e cumpriram as medidas cautelares. 

O nome da operação Atrox, palavra do Latim que quer dizer “feroz, cruel, selvagem”. Ele faz referência a forma como a vítima foi executada.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também