Rondoniagora.com

Rondônia, 04 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Política

Amorim convoca audiência para discutir prejuízos milionários da Ceron

Quinta-feira, 08 Maio de 2008 - 16:06 | Yodon Guedes


A cúpula do setor energético do país está sendo convocada, pelo deputado federal Ernandes Amorim (PTB), a explicar na Comissão das Minas e Energia da Câmara, da qual é membro, o anunciado déficit e elevado prejuízo da Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron), conforme balancete recente das contas 2006/2007.
“A Ceron em Rondônia distribui e vende a energia elétrica mais cara do país. Precisamos saber de quem a energia elétrica por ela distribuída, é comprada, o seu custo de aquisição e o preço repassado ao consumidor final. O alto custo da energia elétrica tem sido responsável pela inviabilidade de milhares de micros e pequenas empresas que tem nesse item o seu ponto de estrangulamento, tendo em vista o seu levado custo. No entanto, a empresa hoje federalizada, alega prejuízos”, reclama Amorim.
Além do balancete negativo, o parlamentar tem em mãos, para justificar a audiência na Comissão de Minas e Energia, um parecer do Conselho Fiscal da própria Ceron, que atesta a ausência de uma boa gestão em todas as áreas da empresa “numa realidade aterradora, onde nada funciona, e o caos imperando dentro da atual administração”.
De acordo com esse parecer, alega o deputado, a terceirização de mão de obra na Ceron é uma das grandes responsáveis pelo elevadíssimo custo operacional. Neste sentido, o Conselho Fiscal recomenda que a companhia dê prioridades à admissão de empregados concursados, em substituição a mão de obra terceirizada, para trabalharem nas áreas envolvidas no combate as perdas, inadimplência, execução e fiscalização de obras. O Conselho considera também necessária à implantação de um Sistema Integrado de Gestão em todas as áreas da empresa, prioritariamente na financeira, comercial, administrativa e Jurídica.
Para Amorim é inadmissível esse quadro de déficit da Ceron. “Como o próprio parecer aponta, há problemas de gestão, ou melhor, de incompetência, pois como é que se vende uma energia tão cara e ainda apresenta prejuízos”, afirma.
Para a audiência pública, com data ainda a ser confirmada no decorrer da próxima semana, estão sendo convocados o controlador Geral da União, Jorge Hage Sobrinho, o presidente do Tribunal de Contas da União, Walton Alencar Rodrigues, e os presidentes da Ceron, Paulo Roberto dos Santos Silveira, e da Eletrobrás, José Antonio Muniz Lopes. Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News