Rondônia, 08 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

Amorim prepara audiência para evitar conflito armado em Bom Futuro

Quinta-feira, 13 Novembro de 2008 - 15:17 | Assessoria


Na tentativa de evitar conflitos, inclusive armado, será realizada uma audiência pública no dia 22 próximo, no Colégio Estadual Maria Euvandas de Siqueira, em Buritis, para se construir alternativas à retirada de cerca de 50 mil pessoas e seu plantel animal, maioria gado, da Floresta Nacional (Flona) do Bom Futuro.



A audiência foi proposta após os incessantes pedidos de ajuda recebidos dos moradores da Flona Bom Futuro. De acordo com Amorim, parte deles ameaça resistir à retirada da área onde vivem há duas décadas, previstas para ser realizada esse mês, por um força tarefa composta pelas Polícias Federal, Rodoviária Federal, Força Nacional, Ibama, Incra, Ministério Público Federal, Sedam e até Exército.

Também participam do evento, a convite do deputado federal Ernandes Amorim, os representantes das Comissões dos Direitos Humanos e Agricultura, da Câmara, e da OAB, seccional Rondônia.

A audiência foi proposta após os incessantes pedidos de ajuda recebidos dos moradores da Flona Bom Futuro. De acordo com Amorim, parte deles ameaça resistir à retirada da área onde vivem há duas décadas, previstas para ser realizada esse mês, por um força tarefa composta pelas Polícias Federal, Rodoviária Federal, Força Nacional, Ibama, Incra, Ministério Público Federal, Sedam e até Exército.

A retirada vem sendo preparada desde o início do ano, mas teria sido adiada em decorrência de acordos firmados pelo Ministério do Meio Ambiente para reconhecimento da área descaracterizada para os posseiros, mas descumprido pelo ministro Carlos Minc.

Nessa audiência será discutido se existe recursos para as indenizações, previsão de novas áreas para trabalhar, o prazo concedido pelo Governo Federal é suficiente e critérios para avaliação das indenizações. “A pauta é extensa, mas a principal delas é a construção de uma saída para evitar conflitos. Há pessoas na área que alegam que vão resistir. Temos que evitar conflitos, principalmente dessa natureza. A idéia dessa audiência é exatamente para isso e deve ser tirado um documento para ser encaminhado às autoridades contendo uma proposta positiva”, afirma Amorim
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também