Rondônia, segunda-feira, 6 de julho de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Quinta, 10 de Fevereiro de 2011 - 14h14

Bancada precisa dar ultimato para resolver impasse da Transposição, defende Moreira Mendes

RONDONIAGORA


Durante entrevista a emissoras de rádio da Grande Ariquemes, nessa quarta-feira, o deputado federal Moreira Mendes (PPS-RO) culpou o governo federal pelo atraso na transposição dos servidores rondonienses para a União. Ele radicalizou o discurso e disse que a questão só será resolvida se a bancada federal tomar uma posição política dura, ameaçando, inclusive, a votar contra as matérias de interesse do governo no Congresso.

“Na semana que vem, teremos reunião de bancada, e vou propor que a gente vá até a Casa Civil para dar um ultimato, de que, se não resolverem a questão da transposição, passaremos todos a votar contra o governo. Precisamos bater firme, falar com ministros, e, se for preciso, ir até a presidenta Dilma Rousseff, para mostrar a ela o que estão fazendo conosco em Rondônia”, desabafou.

Moreira ressaltou que defende a radicalização do discurso não por ser deputado de oposição, e lembra que quando era senador tomou atitude semelhante na discussão da Medida Provisória 2166, mesmo sendo parlamentar da base governista. “Eu era situação, mas dei o grito e disse que votaria contra o governo. E a aí o governo liberou Rondônia, ampliando o limite da Reserva Legal para 80%, o que foi uma grande vitória”.

Incompreensão do funcionalismo
Ainda segundo o deputado, a cada mês, o estado de Rondônia perde de 30 a 40 milhões de reais por conta do impasse da transposição, enquanto o governo “embolsa esse dinheiro”. Sobre as duras críticas que tem feito desde o início da discussão da matéria no Congresso (que resultou na aprovação da Emenda Constitucional 60), Moreira afirma que muitas vezes foi mal compreendido por segmentos do funcionalismo, quando fazia alertas. “Ninguém mais do que eu deseja que a transposição ocorra dentro da mais absoluta normalidade. Isto é bom para os servidores, e é bom para o estado. Mas eu sempre disse que estavam enganando o servidor público. E hoje já recebo ligações de pessoas me dando razão a respeito das críticas que fiz”, revela.

“Ele é grosseiro”

Moreira Mendes afirmou que o governo federal tem agido de forma absolutamente irresponsável com os servidores rondonienses, não cumprindo nada do que foi aprovado na EC 60. “Botaram na parada um tal de Duvanier (Costa Ferreira - secretário de recursos humanos do Ministério do Planejamento) que a única coisa que ele faz, com muita sabedoria, é maltratar as pessoas que vão às reuniões (para discutir a transposição). Porque ele é grosseiro, e faz isso, inclusive, com parlamentares”, acrescentou.

Para o deputado, Duvanier “está empurrando o povo de Rondônia com a barriga” há muito tempo. “É uma história de minuta prá lá, minuta prá cá, depois da minuta vem outra minuta..., então, é pura enrolação mesmo”, criticou. Moreira frisou, no entanto, que a bancada não tem culpa pelo imbróglio em que se transformou a transposição. “Não diria que é falha da nossa bancada, mas ele (o governo) faz isso com o beneplácito da bancada, porque ninguém se contrapõe”.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions