Rondoniagora.com

Rondônia, 03 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Política

Cassol solicita liberação da pílula contra o câncer ao ministro da Saúde

Terça-feira, 17 Maio de 2016 - 20:53 | Da Redacao


O senador Ivo Cassol esteve na manhã desta terça-feira, 17, com o novo ministro da Saúde, Ricardo Barros, para solicitar a liberação da fosfoetanolamina para pacientes que desejarem utilizar a pílula no combate à doença de forma voluntária. O ministro anunciou, ao tomar posse, que o governo federal não irá distribuir a pílula sem o aval da ANVISA, que ainda não liberou a fabricação nem o comércio da fosfoetanolamina.

Cassol alegou que com a liberação judicial da produção da fosfoetanolamina por alguns laboratórios particulares no Brasil, o Governo deveria produzir também nos laboratórios da União e distribuir através do SUS. Entretanto o ministro alegou que a liberação judicial é apenas uma medida provisória e o governo não pode produzir e se responsabilizar por um medicamento que não tenha o aval da Anvisa.

Um representante da Anvisa também estava presente na reunião e alegou que, devido à urgência do medicamento e do apelo popular, a Anvisa se prontificou a agilizar e dar prioridade à pílula, inicialmente com os estudos clínicos (testes em pacientes) e futuramente com a aprovação da produção e venda em massa da substância, mas para isso a equipe de pesquisa da substância deve iniciar o processo de estudos juntamente à Anvisa, o que ainda não foi feito pelos pesquisadores.

Diante da negativa do ministro para o SUS distribuir a pílula aos pacientes antes da aprovação da ANVISA, Cassol afirmou que vai buscar alternativas para que a fosfoetanolamina possa ser fabricada pelos laboratórios governamentais e distribuída aos pacientes em todo o país. “Quem sofre com a doença não tem tempo de esperar testes e liberação de pesquisas, é preciso que encontremos alternativas urgentes para que a pílula chegue aos pacientes o mais rápido possível. Não vou desistir dessa luta”, disse Cassol.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News