Rondônia, 28 de Novembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Política

Comissão de Obras recebe relatório de empresa que acompanha construção da nova sede

Quarta-feira, 25 Maio de 2011 - 18:37 | RONDONIAGORA


Após identificar uma série de irregularidades na construção do novo prédio onde funcionará a sede da Assembleia Legislativa, os deputados estaduais da Comissão de Transportes, Obras e Serviços Públicos receberam nesta quarta-feira (25) o representante da empresa Engenharia de Construção e Projetos Ltda (Engecop), Fernando Guimarães Filho, que apresentou um relatório de avaliação da obra.


Os deputados Lorival Amorim (PMN), Eurípedes Lebrão (PTN) e Ribamar Araújo (PT), que integram a Comissão, também participaram da reunião, que durou cerca de uma hora, colhendo subsídios para integrar um amplo relatório que será produzido.

Os deputados Lorival Amorim (PMN), Eurípedes Lebrão (PTN) e Ribamar Araújo (PT), que integram a Comissão, também participaram da reunião, que durou cerca de uma hora, colhendo subsídios para integrar um amplo relatório que será produzido.

“De posse do relatório da empresa, a Comissão vai poder traçar novos caminhos e apontar as possíveis falhas e correções, para que a obra seja realizada dentro da normalidade, da legalidade e da eficiência pública”, disse Amorim.

O passo seguinte é a análise do relatório apresentado e, se for o caso, solicitar mais informações à Engecop para produzir um documento que será analisado dentro da Comissão.

Vistoria identificou falhas na obra

Na vistoria realizada na semana passada pelos deputados Tucura e Lorival, foram identificados problemas como a falta de cuidados e segurança com os operários e materiais e o acúmulo de lixo.
Porém, o que mais gerou crítica dos parlamentares foi a situação de uma laje, construída pela metade. A empresa estava fazendo uma emenda para terminar a cobertura. Problemas de alinhamento na construção e a possibilidade de infiltração de água também foram apontados.

O atraso na obra também foi criticado e cobrado da empresa responsável. “É muito tempo parado, muitas explicações que não nos convenceram e queremos uma resposta da empresa para esse atraso”, finalizou Tucura.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também