Rondônia, domingo, 5 de julho de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Terça, 20 de Setembro de 2011 - 16h17

Comissão do Meio Ambiente constata queimadas ilegais das usinas

Juliana Martins


Aproximadamente 2.500 hectares. Essa é a área atingida por queimadas ilegais em regiões localizadas entre Porto Velho e distrito de Jaci-Paraná realizada por empresas contratadas pelos consórcios responsáveis pelas obras das usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau.

A constatação só foi possível após um sobrevôo de helicóptero na região acompanhado pela presidente da Comissão do Meio Ambiente, deputada estadual, Glaucione Rodrigues (PSDC), e o vice, deputado Maurão de Carvalho (PP), além do secretário estadual adjunto de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Francisco Sales e do coordenador de proteção ambiental da Sedam, Lucindo Martins.

Segundo a deputada Glaucione, a iniciativa da fiscalização se deu após denúncias formuladas à Comissão de Meio Ambiente de que empresas contratadas pelos dois consórcios, Santo Antônio Energia S/A e Jirau estariam realizando desmate e limpeza do material lenhoso da área de cota de alagação, provocando assim queimadas ilegais.

“É realmente assustadora e triste a imagem que sê vê do alto. Ao descermos em alguns pontos fiscalizados, podemos ver ainda mais de perto o estrago que está sendo feito naquela região. Todas as empresas envolvidas nessas queimadas serão convocadas a prestar esclarecimentos perante a Comissão do Meio Ambiente que pretende tomar providências rigorosas”, relata a parlamentar.

De acordo com a deputada, durante os contatos mantidos com trabalhadores encontrados em algumas áreas consumidas pelas queimadas foi questionado o uso do fogo como forma de limpeza.
“Obviamente que ninguém se responsabiliza, afinal, trabalhador algum quer se indispor com a empresa que o contratou. Uns dizem que o fogo é ato criminoso de pessoas insatisfeitas com as obras das usinas, outros informam que o fogo é de responsabilidade da empresa que trabalha na área vizinha e que teria se alastrado . A fato é, existem localizações que queimaram durante quinze dias consecutivos e os responsáveis serão punidos como prevê a lei”, garante Glaucione.

Outros dois aspectos foram observados pela deputada durante a fiscalização. “Em alguns locais nós podemos ver madeiras empilhadas sendo queimadas. Onde está a consciência e a responsabilidade ambiental dessas empresas que se quer pensaram em doar essas madeiras? E não encontramos só os problemas ambientais, existe a questão da saúde pública. Essa concentração de fumaça ocasionada pelas queimadas prejudica a qualidade do ar o que provoca sérios problemas respiratórios, principalmente em crianças e idosos”, destaca a deputada que conclui, “Isso não pode se estender. A Comissão do Meio Ambiente juntamente com a Sedam já estuda meios de interromper essa destruição ambiental e multar os responsáveis”.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions