Rondônia, segunda-feira, 20 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Quarta, 28 de Abril de 2010 - 11h48

DEFINIDOS OS ÚLTIMOS AJUSTES DA TRANSPOSIÇÃO ANTES DA VOTAÇÃO NO SENADO; CONFIRA A ÍNTEGRA

RONDONIAGORA


Senadores, deputados federais e sindicalistas rondonienses chegaram ao termo final da regulamentação da Transposição que ainda será apresentada a qualquer momento aos representantes do Ministério do Planejamento. Pouca coisa mudou. São ajustes técnicos, mas manteve-se a intenção de beneficiar os servidores das estatais. Após passar pelo crivo ou veto do Planejamento o texto segue na forma de emenda ao relatório do senador Romero Jucá. Confira a íntegra:

ATA DE REUNIÃO DA BANCADA FEDERAL, SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES DE SERVIDORES E REPRESENTANTES DOS PODERES DO ESTADO DE RONDÔNIA PARA TRATAR DA REGULAMENTAÇÃO DA E.C Nº 60/2009

Aos vinte e sete dias do mês de abril do ano de dois mil e dez no Plenário 15 da Ala Senador Alexandre Costa, às 19h00min, reuniram-se os membros da bancada federal: senadores Acir Gurgacz, Fátima Cleide e Valdir Raupp e deputados federais Eduardo Valverde, Ernandes Amorim, Lindomar Garçon, Marinha Raupp, Moreira Mendes, Natan Donandon, Mauro Nazif e Anselmo de Jesus; representantes dos Poderes, Dr. Francisco Borges (Tribunal de Justiça), Dr. Heverton Aguiar (Ministério Público) e Conselheiro Edilson de Sousa Silva (Tribunal de Contas), sindicalistas e presidentes de associações de servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Ministério Público do Estado de Rondônia e, representantes dos sindicatos dos urbanitários e engenheiros, para definir as estratégias para garantir a regulamentação da Emenda Constitucional nº 60/2009. 

Após amplo debate, decidiu-se a unanimidade a ratificação das propostas protocoladas no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão no dia 14-04-2010, às 22h30min pela bancada federal, a seguir elencadas com base na minuta, versão 30 de março: 

Inserção do termo “e do Estado de Rondônia” no artigo 1º logo após a expressão “(...) oriundos do ex-Território Federal de Rondônia”,   “Inversão da ordem dos incisos II e III do artigo 2º, colocando-os em ordem cronológica, bem como a substituição do termo  “disposto no artigo 36” pelo termo “pelos efeitos do artigo 36”:

II – os servidores admitidos regularmente nos quadros do Estado de Rondônia até a data de posse do primeiro governador eleito, em 15 de março de 1987;

III – os servidores e os policiais militares alcançados pelos efeitos do art. 36 da Lei Complementar nº 41, de 22 de dezembro de 1981;

Supressão dos §§ 1º e 2º do artigo 3º; Alteração da redação do inciso III do artigo 3º: Os servidores admitidos nos quadros do extinto Território Federal de Rondônia, os servidores do Estado de Rondônia e dos respectivos municipios, mediante contrato de trabalho celebrados nos moldes da Consolidação (....); 

Alteração da redação do inciso I do artigo 4º: I – admitidos de forma regular nos quadros do extinto Território Federal de Rondônia, servidores custeados pela União Federal no período de abrangência do artigo 36 da Lei Complementar nº 41, de 22 de dezembro de 1981, bem como os servidores admitidos pelos respectivos municípios, conforme disposto no artigo 3º;

Suprimir o termo “15 de março de 1987” do inciso II do artigo 4º; 

Suprimir o incisco V do artigo 4º; Alteração do caput do artigo 5º: Art. 5º Para fins da inclusão no quadro em extinção de que trata o Art. 1º desta Lei, será considerado o cargo ou emprego ocupado pelo servidor na data da entrega do documento da opção  pela inclusão em quadro em extinção  da administração federal e documentação comprobatória dos requisitos estabelecidos por esta Lei, assegurados os direitos e vantagens a eles inerentes, inclusive as eventuais alterações remuneratórias decorrentes de decisões judiciais.

Alteração da redação do § 2º do artigo 5º: (..) § 2º - Os servidores que fizerem a opção a que se refere o artigo 2º desta Lei, serão incluídos em quadros da administração federal, assegurados os direitos e vantagens a eles inerentes, em cargos com a mesma denominação e remuneração percebida na esfera federal; Alteração do artigo 6º  incluindo o termo “e os agentes carcerários civis” logos após a expressão “Os policiais civis (...) e alteração do parágrafo único incluindo o termo “e os agentes carcerários civis” logos após a expressão “Os policiais civis (...);

Alteração de redação do artigo 7º, caput e § único: - Os policiais  e bombeiros militares submeter-se-ão as disposições legais e disciplinares a que se sujeitam as Corporações no Estado de Rondônia e serão remunerados em conformidade com a Lei nº 10.486, de 4 de julho de 2002, assegurados os direitos e vantagens a eles inerentes. Parágrafo único. O soldo da estrutura remuneratória será o percebido nas Corporações militares, reajustável nas mesmas condições do soldo da Lei nº 10.486, de 4 de julho de 2002;


..................................................................................(publicado pelo RONDONIAGORA)

Inclusão de artigos, após o artigo 8º do Capitulo II da minuta versão 30.03.2010, que tratará dos servidores do Poder Judiciário: Artigo x: Aos servidores do Poder Judiciário do Estado de Rondonia será aplicado o disposto na Lei 11.416/2006, de 15.12.2006; do Ministério Público: Artigo y: Aos servidores do Ministério Público do Estado de Rondonia será aplicado o disposto na Lei 11.415/2006, de 15.12.2006; da Assembléia Legislativa: Artigo z: Aos servidores da Assembleia Legislativa do Estado de Rondonia será aplicado o disposto na Lei 11.335/2006, de 25.07.2006; e do Tribunal de Contas: Aos servidores do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia será aplicado o disposto na Lei nº 10.356, de 27.12.2001. Renumerar os artigos 9 a 14 do projeto original, versão 30.03.2010; Suprimir do artigo 12, texto original, o termo “civis”, em concordância com a redação da Emenda Constitucional nº 60/2009 e acrescentar o termo “sem ônus para o cessionário” após a expressão “na condição de cedidos”.

Nada mais havendo a ser tratado, encerrou-se a reunião e, eu, Israel Santos Borges,  lavrei a ata, que segue assinada por mim e demais presentes.

Senadores:       

Acir Gurgacz

Fátima Cleide

Valdir Raupp

Deputados Federais:

Eduardo Valverde

Ernandes Amorim

Lindomar Garçon

Marinha Raupp
           
Mauro Nazif

Moreira Mendes

Natan Donandon

Anselmo de Jesus

...........................................................................................


PROJETO  DE LEI N.....DE  2010
 

Regulamenta o Art. 89 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Federal, alterado pela Emenda Constitucional nº 60 de 11 de novembro de 2009, que dispõe sobre o quadro de servidores civis e militares do ex Território federal de Rondônia, e da outras providencias.
 
 
                         O CONGRESSO NACIONAL decreta:
 
 
CAPÍTULO I

Das Disposições Preliminares
 
                 Art. 1º A inclusão em quadro em extinção da administração federal, dos servidores civis e militares oriundos do ex-Território Federal de Rondônia e do Estado de Rondônia, de que trata o Art. 89 do Ato das Disposições Constitucionais – ADCT, Transitórias Com redação dada pela Emenda Constitucional nº 60, de 11 de novembro de 2009, observará as disposições e normas estabelecidas nesta Lei.
 
                  Art. 2º Constituirão, mediante opção, quadro em extinção da administração federal, assegurados os direitos e vantagens a eles inerentes:
                 I – os integrantes da carreira policial militar e os servidores municipais do ex-território de Rondônia que, comprovadamente se encontravam no exercício regular de suas funções prestando serviço àquele ex-território na data em que foi transformado em Estado;
                 II – os servidores admitidos regularmente nos quadros do Estado de Rondônia até a data de posse do primeiro governador eleito, em 15 de março de 1987;
             III – os servidores e os policiais militares alcançados pelos efeitos do art. 36 da Lei Complementar nº 41, de 22 de dezembro de 1981; e
                                 Parágrafo único. É vedado o pagamento, a qualquer título, de diferenças remuneratórias.
 
             Art. 3º Poderão optar pela inclusão nos quadros em extinção a que se refere o caput do Art. 1º, entendidas as condições previstas no Art. 2º;
               I – os membros, ativos e inativos, da polícia militar e do corpo de bombeiros militar do Estado de Rondônia;
              II – os servidores admitidos de forma regular;
              III – os servidores admitidos nos quadros do extinto Território Federal de Rondônia, do Estado de Rondônia ou dos respectivos municípios, mediante contratos de trabalhos  celebrados nos moldes da Consolidação  das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.425, de 1º de maio de 1943, e devidamente registrados na Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS; e
             IV - os aposentados e os pensionistas.
 
             Art. 4º Os servidores de que trata o Art. 2º desta Lei somente farão jus à opção pela inclusão no quadro em extinção da administração federal se:
              I – admitidos de forma regular nos quadros do ex-território de Rondônia, do Estado de Rondônia ou dos respectivos municípios, conforme o dispôs no art. 3º; (redação anterior)
             Nova Redação:
             I – admitidos de forma regular nos quadros do extinto Território Federal de Rondônia, servidores custeados pela União Federal no período de abrangência do artigo 36 da Lei Complementar nº 41, de 22 de dezembro de 1981, bem como os servidores admitidos pelos respectivos municípios, conforme disposto no artigo 3º;
             II – comprovadamente, se encontravam:
              a) no desempenho de suas funções no âmbito da administração do estado de Rondônia ou de seus municípios; ou
              b) cedidos em conformidades com as disposições legais e regulamentares da época.
             Parágrafo único. Para fins desta Lei, não serão admitidos de forma regular nos quadros do ex-Território de Rondônia, do Estado de Rondônia ou dos seus respectivos municípios:
               I – os contratados como prestadores de serviços;
             II – os terceirizados;
             III – os que laboravam informalmente e eram pagos mediante recibo;
             VI – os ocupantes de cargos, empregos e funções de confiança ou em comissão, nem os que lei declare de livre nomeação e exoneração; e
            

CAPÍTULO II
Das condições de inclusão e opção

             Art. 5º Para fins da inclusão no quadro em extinção de que trata o Art. 1º desta Lei, será considerado o cargo ou emprego ocupado pelo servidor na data da entrega do documento da opção  pela inclusão em quadro em extinção  da administração federal e documentação comprobatória dos requisitos estabelecidos por esta Lei,  assegurados os direitos e vantagens a eles inerentes, inclusive as eventuais alterações remuneratórias decorrentes de decisões judiciais
             § 1º no caso dos aposentados e pensionistas, serão considerados os cargos ocupados na data da aposentadoria e do óbito do instituidor da pensão.
        § 2º – Os servidores que fizerem a opção a que se refere o artigo 2º desta Lei, serão incluídos em quadros da administração federal, assegurados os direitos e vantagens a eles inerentes, em cargos com a mesma denominação e remuneração percebida na esfera federal. (Nova redação)

                    Art. 6º Os policiais civis e os agentes carcerários civis permanecerão na carreira de Policial Civil dos extintos Território Federal do Acre, Amapá, Rondônia e Roraima, disposta na Lei nº 11.358, de 19 de outubro de 2006.
             Parágrafo único. Os policiais civis e os agentes carcerários civis serão posicionados em conformidade com a Tabela de correlação do Anexo VII da Lei nº 11.358, de 2006, incluídos pela Lei 11.490, de 20 de junho de 2007.

            Art. 7º - Os policiais e bombeiros militares submeter-se-ão às disposições legais e disciplinares a que se sujeitam as Corporações no Estado de Rondônia, e serão remunerados em conformidade com a Lei nº 10.486, de 4 de julho de 2002, assegurados os direitos e vantagens a ele inerentes.

             Parágrafo único – O soldo da estrutura remuneratória será o percebido nas Corporações Militares, na data da publicação desta Regulamentação, reajustável nas condições do soldo da Lei nº 10.486, de 4 de julho de 2002.
 
                                Art. 8º Os professores de ensino fundamental e médio permanecerão na Carreira de Magistério do Ensino Básico dos ex-Territórios, de que trata a Lei nº 11.784, de 22 de setembro de 2008.

                               Parágrafo único. Os professores de ensino fundamental e médio serão posicionados nos moldes das Tabelas constantes dos Anexos LXXX e LXXXI da Lei nº 11.784, de 2008.
    
              Art. 9º. Aos servidores do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia será aplicado o disposto na Lei nº. 10.356, de 27.12.2001;

              Art. 10. Aos servidores da Assembleia Legislativa do Estado de Rondonia será aplicado o disposto na Lei 11.335, de 25.07.2006.

              Art. 11: Aos servidores do Ministério Público do Estado de Rondonia será aplicado o disposto na Lei 11.415, de 15.12.2006;

             Art. 12. Aos servidores do Poder Judiciário do Estado de Rondonia será aplicado o disposto na Lei 11.416, de 15.12.2006;

                                Art. 13. A opção de que trata o art. 2º desta Lei será formalizada mediante Termo de Opção, na forma do regulamento.

                                Art. 14. O Termo de Opção produzirá efeitos a partir da publicação do ato a que se refere o art. 9º, quando será considerado ato irretratável.

CAPÍTULO III

Das Disposições Finais
 

                               Art. 15. Para os fins previstos nesta Lei, o Poder Executivo Federal instituirá, comissão com estrutura e competências definidas em regulamento, no prazo de 30 dias após  a sua publicação.

                            Art. 16. Após a publicação do ato a que se refere o art.10, os servidores civis continuarão prestando serviço ao governo do Estado de Rondônia, na condição de cedidos sem ônus para o cessionário, até que sejam aproveitados em órgão ou entidade da administração federal direta, autarquia ou fundacional. 

                              Art. 17.  Haverá compensação financeira das contribuições previdenciárias entre o Instituto de Previdência dos servidores Públicos do Estado de Rondônia – IPERON, criado pela Lei Estadual nº 20, de 13 de abril de 1984, e o regime próprio de previdência Social dos Servidores da União, nos moldes definidos pela Lei nº 9.976, de 5 de de maio de 1999, e pelo Decreto nº 3.112, de 6 de julho de  1999, no que se refere aos servidores e militares que formalizarem o Termo de Opção pela inclusão no referido quadro em extinção da administração federal.
                              Art. 18. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.   


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions