Rondônia, quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Quarta, 09 de Outubro de 2013 - 14h59

Deputado alerta para o risco de rompimento da pista na BR-364 na saída de Vilhena para Porto Velho

ALE


O deputado estadual Luizinho Goebel (PV-Vilhena) manifestou preocupação com as condições da pista na BR-364 na saída de Vilhena para Porto Velho, próximo do Friboi. Ele esteve visitando o local e verificou que há eminente risco de rompimento da pista de rolamento com as fortes chuvas que deve ocorrer nos próximos meses. “Já fizemos esse alerta anteriormente e voltamos a nos preocupar porque a cada ano as coisas pioram e o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte) não toma providência”, disse Goebel.O deputado disse que pelo menos um crime ambiental já foi provocado que é o assoreamento do Rio Pires de Sá, que corre sob a pista. As chuvas provocaram uma grande erosão lateral e carregaram para as margens do rio areia e dejetos provocando o assoreamento em praticamente toda a sua extensão a partir da margem direita da rodovia. Essa acumulação de sedimentos em face dos processos erosivos causados pelas águas, ventos e processos químicos desagrega o solo formando sedimentos que são transportados para dentro do rio provocando a obstrução do curso d’água do Pires de Sá, matando o lentamente. O Pires de Sá é um dos dez rios que nascem na Chapada dos Parecis formando a bacia hidrográfica de Vilhena. “Também alertamos para esse problema para a necessidade de uma obra pelo governo federal para que acabe com aquela erosão às margens da BR antes que ela acabe com o Pires de Sá que é um rio histórico para Vilhena e importante para a nossa bacia hidrográfica”.
A valeta formado ao lado da rodovia a cada ano se aproxima mais da pista de rolamento e pela falta de obra de contenção vai desbarrancando. Pela margem da rodovia correm cabos de fibra óticas que podem se romper interrompendo a comunicação em todo o estado.

Em março do ano passado o asfalto se rompeu na BR-364 nas proximidades de Candeias e Porto Velho abrindo uma cratera numa das pistas devido o transbordamento de um igarapé ao lado da rodovia provocado pelas fortes chuvas. Foi resultado de um processo gradativo que anos após ano a chuva vinha paulatinamente encharcando o solo até romper o asfalto. “Isso é o que está ocorrendo em Vilhena, ano após ano a erosão aumenta, o solo vai ficando menos firme até que chegará o momento em que vai ceder se nada for feito pelo DNIT. E se ocorrer será infinitamente mais grave do que o ocorrido em Porto Velho, uma vez que no local não é possível improvisar uma pista lateral, e dessa forma todo o tráfego no Estado ficará interrompido”, concluiu.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions