Rondônia, sábado, 18 de agosto de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Quinta, 08 de Dezembro de 2011 - 16h59

Produção do Estado deve dobrar com a entrega de tratores

Decom


Apostando na continuidade do crescimento da agricultura no Estado, cuja produção deverá ser dobrada a partir de 2012, o governador Confúcio Moura realizou na manhã desta quinta-feira a entrega de 25 tratores para a Empresa de Assistência Técnica Rural (Emater), que ficará responsável pelo repasse às associações de pequenos produtores rurais em regime de comodato, ou seja, sem custo algum.

Ao todo foram adquiridos 47 veículos pesados (22 já foram entregues), equipados com carreta, grade, roçadeira e distribuidor de calcário, como parte do Projeto Calha Norte, coordenado pelo Ministério da Defesa, no valor de R$ 5,5 milhões, recursos garantidos por meio de emendas do ex-senador Expedito Júnior e do ex-deputado federal, Lindomar Garçom, com complementação do governo do Estado, que ainda ficou responsável pela licitação.

Dividindo o discurso por áreas, como calcário, desmatamento, código florestal e peixes, o governador destacou que o momento era importante considerando-se a atual realidade de Rondônia, Estado que se sobressai em relação aos demais do País com a agricultura familiar, mas que também padece com a carência de investimentos em setores como a industrialização do calcário, cuja produção atual na usina de Pimenta Bueno, estimada em 36 mil toneladas por mês, é insuficiente para atender à demanda. Para suprir essa carência, aumentando a produção para cerca de 80 mil toneladas/mês, Confúcio reforçou que pelo menos R$ 12 milhões estão sendo disponibilizados para uma nova usina. Já os geólogos do Estado têm como desafio descobrir novas minas.

Sobre o desmatamento, ele disse estar triste pelo fato de o Estado liderar o ranking, com destaque para a região de Porto Velho a Guajará-Mirim, incluindo-se a região de Extrema, segundo dados divulgados no final de novembro pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) relativos ao mês de outubro. O governador afirmou que se trata de crime organizado e que para contornar essa situação solicitou à secretária estadual do Meio Ambiente, Nanci Rodrigues, a elaboração de um plano em caráter de urgência com vistas a dar resposta satisfatória ao Ministério do Meio Ambiente. “Não podemos mais desmatar. Temos é que aproveitar o que já foi desmatado”, disse.

Sobre o Código Florestal, que após ser aprovado na noite de terça-feira no Senado retornou à Câmara Federal, o governador sugeriu a criação de uma comissão para analisar os benefícios e desvantagens para o Estado. O resultado será encaminhado ao deputado Moreira Mendes, que se encarregará de fazer as articulações com os demais deputados federais por Rondônia.

O governador ainda anunciou que nesta sexta-feira (9) o ministro da Pesca e Aquicultura, Luiz Sérgio Nóbrega de Oliveira, virá ao Estado fazer a entrega de 10 escavadeiras de tanque-rede, fruto de emendas da deputada federal Marinha Raupp, para ampliar a produção de peixes no Estado. “Isso vai ser muito bom para os produtores de peixes aumentarem sua renda, pois em um hectare de terra é possível garantir lucro em torno de R$ 2 mil”, argumentou, informando que também para dobrar a produção, encaminhará projeto de lei à Assembleia Legislativa propondo o financiamento de tratores com juros pagos pelo Estado.

A entrega de documentos para regularizar pelo menos 60 mil propriedades também é prioridade. Para facilitar esse serviço, o governador sugeriu ao Tribunal de Justiça a redução do valor da escritura para cerca de R$ 50. Hoje gira em torno de R$ 300 a R$ 600.

Os 25 tratores foram entregues a 13 associações de produtores rurais, alguns deles destinados especificamente para contribuir com o fortalecimento das culturas de inhame na região da BR-429; e abacaxi na região de Porto Velho, além de contribuir com o processo de recuperação das áreas degradadas e a incorporação dessas ao processo produtivo.

Os primeiros a receber as chaves das mãos do governador foram os agricultores, Fátima Rosa, presidente do Projeto Jequitibá, que congrega 86 associações, e tem como foco a produção de frangos e macaxeira; e Francisco Lopes, da Associação dos Produtores da Linha 14, que congrega cinco associações com foco na produção de café, feijão, arroz e milho. Segundo Lopes, a última safra resultou em 35 mil sacas de café e com esses investimentos do governador a expectativa é que chegue agora a 50 mil sacas. Já o feijão aumentará de 1.500 sacas para cerca de seis mil.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions