Rondoniagora.com

Rondônia, 07 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Política

Raupp cobra a construção do gasoduto Urucu/Porto Velho à ministra da Casa Civil

Quinta-feira, 08 Maio de 2008 - 15:48 | Senado



O líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO) cobrou durante audiência na Comissão de Infra-Estrutura a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff a construção do gasoduto Urucu/Porto Velho. A cobrança foi feita durante à audiência pública da Comissão de Infra-estrutura (CI) do Senado Federal quando a ministra compareceu para responder questionamentos sobre as obras do Plano de Aceleração do Crescimento(PAC) e a produção de um dossiê sobre os gastos com cartões corporativos no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
O senador lembrou que há mais de cinco anos vem solicitando do governo federal a construção desse gasoduto, e ressaltou que a ministra Dilma é testemunha de sua atuação em prol do gasoduto. ‘Quando a Dilma Rousseff era titular das Minas e Energia estive em seu gabinete várias vezes cobrando uma definição governamental em relação ao assunto”, disse o senador.
O senador revelou que não entende porque o governo federal ainda não iniciou a obra que interessa 100% aos rondonienses. Acrescentou que o estado de Rondônia está recebendo duas importante obras – as usinas de Jirau e Santo Antônio, que vão gerar cerca de 7 mil megawatts para sustentar o crescimento da economia brasileira. “Seria injusto não agradecer ao governo Lula pela realização dessas obras que serão iniciadas esse ano”, afirmou o senador, explicando que essa energia a ser produzida pelas usinas do Madeira não vai servir apenas ao estado de Rondônia e sim ao Brasil.
“Se as usinas do Madeira vão atender ao Brasil, nós queremos para Rondônia o gasoduto Urucu/Porto Velho”, ressaltou o senador Raupp ao lembrar que a própria Petrobrás reconheceu a existência de gás na bacia petrolífera de urucu. Uma matéria publicada em abril pelo jornal Folha de São Paulo destacou que a maior riqueza da bacia de urucu são as reservas de gás estimadas em 100 bilhões de metros cúbicos.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News